cabeçalho fc porto

A situação já era insustentável há muito tempo e acaba mesmo por pecar por demasiado tardia. Julen Lopetegui já não é treinador do FC Porto e não deixa, de forma alguma, saudades aos adeptos portistas. Mas desengane-se quem pensa que o problema do treinador espanhol foi a falta de títulos. Não, não foi. Isso foi apenas uma consequência da falta de ideias que a equipa azul-e-branca demonstrava em campo. Felizmente, para Lopetegui, o talento que existe no reino do Dragão ia chegando para aguentar o barco. A ironia? É que o FC Porto de Lopetegui alcançou, há cerca de uma semana e meia, o primeiro lugar da tabela classificativa.

Três jogos sem vencer foi o suficiente para abrir a porta de saída ao treinador espanhol. Uma porta que surgiu já no final da época passada quando o FC Porto não conquistou qualquer título. Julen Lopetegui teimou em manter a porta fechada durante bastante tempo mas a entrada em falso na Liga dos Campeões já deixava antever que o ano poderia ser complicado no reino do Dragão. Poderemos fazer um grande exercício de memória e tentar perceber onde e quando é que o legado de Lopetegui começou a quebrar. Penso, porém, que esta análise acaba por ser bastante pessoal. Muitos irão dizer que nunca apoiaram a contratação de um treinador sem experiência. Outros defenderão que Lopetegui começou a cair quando o FC Porto empatou na Luz na época transata. Enfim… muitos foram os momentos em que Lopetegui, cheio de ilusión, acabou por esgotar a paciência dos adeptos.

Lopetegui já era um homem só no comando dos dragões Fonte: FC Porto
Lopetegui já era um homem só no comando dos dragões
Fonte: FC Porto

Mas a culpa não é só de Lopetegui. Não foi apenas o treinador espanhol que falhou embora este acabe por assumir um protagonismo óbvio. A culpa é também do presidente que decidiu fazer uma aposta pessoal num treinador sem experiência nenhuma para fazer frente a um treinador com demasiada qualidade no campeonato português e que colocava as expetativas pontuais demasiado altas. Foi uma aposta arriscada e que acabou por sair furada. Perante um futebol tão pobre, e independentemente de termos atingido os quartos-de-final da Liga dos Campeões, exigia-se trocas no comando técnico. Estendo a culpa também aos adeptos como já escrevi no meu artigo de opinião.

Pinto da Costa Pedroto
Foi assim há tanto tempo?
Fonte: FC Porto

O reino do Dragão exulta de alegria. Eu ainda estou bastante reticente em relação a esta decisão. Porquê? Não me interpretem mal… é um alívio ver Lopetegui fora do comando técnico do FC Porto! Mas há um problema ainda maior que se coloca neste momento. Quem é que vai querer assumir o comando de um clube que à primeira falha irá exigir a cabeça do treinador? Quem é que vai querer ser treinador do FC Porto sabendo que o público já mal apoia a equipa? E agora, presidente?

Anúncio Publicitário

 

Foto de Capa: FC Porto

Comentários