tinta azul em fundo brando pedro nuno silva

Nas ultimas semanas o futebol português foi fértil em polémicas e corta e cose como já não assistíamos há muito tempo.  A juntar a isso o Sporting ganhou de forma volumosa no Estádio da Luz enquanto o Porto empatou no Dragão, lembrando que o futebol não é preto no branco – em campo e fora dele.

As trocas de acusações e “peixeirada” que tem havido entre os clubes lisboetas servem para extremar posições! Mas é com satisfação que vejo o Porto à margem, tanto quanto possível, deste lavar de roupa suja e que continua a apostar antes na divulgação da sua marca e no contacto com os adeptos em vez de utilizar as redes sociais como forma de deitar mais uma acha para a fogueira. E, no fundo, podíamos fazê-lo já que também tivemos a nossa parte de caça às bruxas.

Não quero remexer num assunto já encerrado (e sempre que possível relembrado por alguns), até porque toda a agente julga conforme pode e hiperboliza conforme quer, mas o processo apito dourado veio estabelecer a bitola (embora já toda a gente soubesse principalmente os portistas) entre o tratamento sempre que o assunto é Porto e o tratamento quando é outra equipa qualquer.

Há uns meses o árbitro Marco Ferreira divulgou pressões que teria sofrido por parte de Vítor Pereira antes de um jogo do Benfica. O assunto é sério mas foi rapidamente esquecido.

Anúncio Publicitário

Quando Bruno de Carvalho afirmou num post no Facebook que Luís Filipe Vieira lhe propôs alternarem campeonatos ninguém ligou. Já percebemos que a credibilidade do presidente do Sporting não é de ferro mas mais uma vez não causou grande tumulto.

As ofertas aos árbitros divulgadas pelo presidente sportinguista tiveram alguma repercussão porque foram feitas num programa que pareceu um sketch de intrigas e mau gosto. O ministério público disse que ia investigar mas até agora está tudo calmo – como deve estar! Sim, leu bem – antes de se julgar quem quer que seja ou o que for na praça pública deve ser primeiro a justiça a fazê-lo.

O problema e o cerne da questão é que isto não se passa quando o envolvido não é o clube da luz – é a antítese de quando algo parecido acontece no Dragão!

Provavelmente o Benfica não tem nada a ver com as pressões de Vítor Pereira, que, a confirmarem-se, são graves e o mais certo é resultarem numa tentativa de agradar a quem é forte no futebol. E a “estrutura” benfiquista é forte pelo que o clube representa e pelo ruído que é capaz de fazer quando o visado é o clube azul e branco e em menor escala o verde e branco (afinal o Sporting não foi ameaça ao longo de muitas épocas)! Lembrem-se da forma como foi tratado todo o processo apito dourado ou qualquer polémica sobre o Porto e da forma como os outros são tratados.

Marco Ferreira foi o centro das atenções esta semana Fonte: SCBraga.pt
Marco Ferreira foi o centro das atenções esta semana
Fonte: SCBraga.pt

Reitero o que já disse no Bola na Rede, ser o clube com mais adeptos e pelo qual a imprensa mais simpatiza torna tudo mais fácil!

A divulgação das escutas do apito dourado e do Football Leaks têm um grande “pormaior” em comum. São divulgados assuntos que estão em segredo de justiça ou que são secretos, prejudicando o Porto e no último caso mais o Sporting. Também tocava em assuntos do Porto que apressou-se a esclarecer.

Não é estranho que isto aconteça mas quando o assunto é Benfica seja o oposto?

Não quero que interpretem este texto como uma acusação à direcção do Benfica de qualquer coisa ilícita, não é nada disso! Simplesmente expresso o meu sentimento de injustiça pela forma como a imprensa e dirigentes tratam estes assuntos. Uns são filhos outros enteados. Para se ser do Porto é preciso realmente ser mais forte!

Quanto aos adeptos, escuso de comentar. Pedir contenção e frieza antes de julgar alguém, esperar que a justiça actue (como tem de actuar quando há suspeita de crime, e não quero que se confunda o julgamento prévio com o pedido para se investigar quando há algo suspeito); só pela simples razão de não se respirar um ambiente podre no futebol é como pedir a um coxo que seja solista do Ballet de Bolshoi. Talvez aconteça um dia…

Foto de Capa: FC Porto

Comentários