Anúncio Publicitário

Este artigo debruça-se no percurso de Fábio Vieira até aqui, mas muito mais no que o jovem médio internacional sub-21 pode fazer no futuro pelo FC Porto, por si mesmo e por… Sérgio Conceição.

Sim… Esse treinador que, em tese, não dá oportunidades a um craque que, muito recentemente, foi considerado o melhor jogador de um Europeu de sub-21.

Anúncio Publicitário

Afinal, o que falta a Fábio Vieira para se assumir como um indiscutível no FC Porto?

Muita coisa na verdade. Talvez a mais decisiva de todas essas coisas não tenha nada a ver com a sua forma de jogar, mas com a forma de jogar da equipa.

Quando joga com dois avançados (na grande maioria dos jogos), pouco espaço há para um jogador como Fábio Vieira. Fábio Vieira é um Otávio de pé esquerdo a atacar, mas fica a dever muito à versão original a defender.

Fábio Vieira FC Porto
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Otávio é um jogador que interpreta como ninguém em Portugal os momentos em que deve defender no espaço interior ou os momentos em que deve defender junto à linha e, além disso, é muito intenso em todas as ações.

Estes argumentos são mais do que suficientes para ser um indiscutível a ala direito do esquema de Conceição.

Sendo um jogador que, a atacar, tem características parecidas às de Otávio, será natural considerar Fábio Vieira uma alternativa ao luso-brasileiro? Penso que não. Fábio Vieira não pode, nunca, jogar nas posições em que pode Otávio (médio centro ou ala direito).

Assim, se Sérgio Conceição não muda a forma de jogar, estará Fábio Vieira condenado à sentença do banco? Com Conceição ninguém tem a titularidade garantida e, assim, ninguém será um suplente anunciado. Mas é difícil, para Conceição (pelo menos para já), conseguir tirar o melhor de Fábio Vieira sem prejudicar o resto da equipa.

Melhor assistente da equipa do campeonato e autor de uma exibição defensivamente fraca contra o Liverpool, o camisola “50” dos dragões já conseguiu provar que é, claramente, um jogador de corredor central. Um puro médio ofensivo.

Existe solução para Fábio Vieira entrar na equipa base de Sérgio Conceição?

Creio que, para jogar, fazer jogar, e ser decisivo, Fábio Vieira teria de jogar nas costas de Taremi, um persa tecnicamente perfumado e com quem faria uma bela dupla.

Quais são os contras desta solução?

Perder-se-iam outras soluções. Mesmo a jogar só com um ponta-de-lança (Taremi é indiscutível), Fábio sentirá dificuldades se Corona atingir o seu melhor nível.

O mexicano tem outras valências e experiência defensivas, o que pode permitir que, completando um trio de desequilibradores com Otávio e Luís Díaz, dá pouco espaço de manobra ao jovem português.

É que, estando cingido ao corredor central, Fábio cria dinâmicas mais previsíveis para os adversários do que Corona (apesar de ser soberbo no último passe).

Resumindo: Fábio Vieira pode ser titular? Pode, tem qualidade para isso, mas tem de melhorar o seu jogo em prol da equipa em vez de esperar que o inverso aconteça. Fábio Vieira tem de ser mais avançado e menos médio. Tem de ser o que, por exemplo, o melhor Corona já consegue ser.

Desse modo está a facilitar a vida a Sérgio Conceição.

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome