Anterior1 de 4Próximo

Depois do deslize a meio da semana na Madeira, o FC Porto voltou ao Estádio do Dragão para receber o CD Aves, último classificado da Primeira Liga. Com obrigatoriedade de vencer, dadas  as posições distintas que ambas as equipas ocupam na tabela e as valências que têm, o FC Porto somou mesmo os três pontos, num dia em que valeu mais o resultado que a exibição.

O FC Porto assumiu o controlo do jogo desde o primeiro minuto e só o perdeu durante o nono, em que os adeptos foram protagonistas, fazendo uma homenagem a Fernando Gomes, ex-jogador dos dragões e bi-bota de ouro, que atravessa um período difícil da sua vida pessoal por culpa de uma doença.

O primeiro golo do FC Porto chegou ao minuto 13′. Otávio cruzou à direita e Marcano, ao segundo poste, finalizou com categoria e precisão, desfazendo o nulo no marcador.

Aos 24′, Bruno Costa recebeu a bola dentro da área do CD Aves e foi aparentemente derrubado por Afonso Figueiredo. Hélder Malheiro, numa primeira instância, assinalou grande penalidade mas depois, após consultar o VAR, reverteu a sua decisão e mandou seguir a partida.

O Aves esteve perto de marcar por Welinton Junior, na conversão de um livre à esquerda do ataque dos homens de Leandro Pires, colocando a bola muito perto do ângulo da baliza de Marchesín. Os dragões não ficaram atrás, com Luis Díaz perto de dilatar a vantagem logo de seguida.

Luis Díaz foi o que mais mostrou vontade de desequilibrar na primeira parte.
Fonte: FC Porto

Chegaram ao fim os primeiros 45 minutos da partida e o FC Porto ia na frente para os balneários, devido a um golo de Marcano. No entanto, os adeptos não mostravam estar satisfeitos com a exibição dos azuis e brancos.

A segunda parte começou na mesma toada que a primeira, com o FC Porto por cima na partida, mas impondo um ritmo lento. O Aves apareceu mais perigoso, mas sempre com remates a passarem longe da baliza de Marchesín.

Aos 64′ surgiu o primeiro lance de perigo do segundo tempo, com Alex Telles a cruzar à direita e Pepe a desviar para uma grande intervenção de Aflalo.

Sempre num ritmo lento, muito abaixo do expectável, o jogo seguiu sem lances de perigo até ao apito de Hélder Malheiro para o fim dos 90 minutos. O FC Porto saiu do Dragão com os três pontos, apesar de se ter exibido a um nível abaixo do esperado.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

FC Porto: Marchesín; Mbemba( 55′ Alex Telles), Pepe, Marcano, Manafá; Danilo, Bruno Costa, Otávio( 82′ Uribe); Corona, Soares, Luis Díaz ( 55′ Zé Luís)

CD Aves: Aflalo; Mato Milos, Adi Mehremic, Falcão, Afonso Figueiredo; Estrela, Luiz Fernando (86′ Rodrigues), Rúben Oliveira, Welinton Junior; Kevin Yamga( 86′ Zidane), Mohammadi ( 73′ Kahraba)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários