Anterior1 de 3Próximo

Os azuis e brancos receberam o CD Santa Clara na sua casa, a contar para a 30º jornada da edição 2018/2019 da primeira liga. O FC Porto precisava de vencer este jogo para continuar na luta pelo bicampeonato e o CD Santa Clara, em caso de vitória, poderia ascender ao 7º lugar da Liga Portuguesa, igualando o Belenenses SAD a nível de pontos. O jogo não foi fácil para a equipa “favorita” e o conjunto açoreano tentou fazer a vida negra ao FC Porto. Destaque para o regresso de Aboubakar ao banco de suplentes e o segundo golo consecutivo de Marega na liga.

O FC Porto encontrou na primeira parte um adversário bastante ativo e perigoso e que entrou em campo pronta para a batalha. Nos primeiros 45 minutos introduziram duas vezes a bola na baliza de Iker Casillas, mas de forma irregular. O primeiro golo anulado foi logo aos nove minutos de jogo por intermédio do ex-jogador do FC Porto, Zé Manuel. O FC Porto quis mostrar quem manda e após um pontapé de baliza por parte do guarda-redes do CD Santa os dragões conseguiram ganhar a bola e criara uma jogada perigosa em que Soares podia ter finalizado para golo, mas Júlio César conseguiu cortar a bola em direção à baliza, requerendo assim a intervenção do guardião da equipa açoreana.

O CD Santa Clara quis mostrar que veio ao Estádio do Dragão para pontuar e tentava marcar golo que podia surpreender tanto a equipa como os adeptos. do FC Porto. Kaio recebeu a bola após esta bater em Danilo Pereira e remata rasteiro para a defesa de Iker Casillas, sem grande perigo. Embora o esforço do CD Santa Clara para chegar ao golo fosse notório, o que é certo é que foi a equipa da casa a chegar ao golo por Moussa Marega. Excelente lance de futebol do FC Porto, a começar na defesa e a terminar com o golo do maliano. Marco, guarda-redes do CD Santa Clara, ainda defendeu o primeiro remate de Otávio, mas a bola sobrou para Marega que fez o seu 9º golo no campeonato.

A equipa da região autónoma dos Açores quis responder ao golo sofrido num contra-ataque rápido. Zé Manuel recebe a bola do lado direito e envia-a rasteira para Rashid, posicionado no lado esquerdo, que acaba por rematar cruzado, mas a bola foi ao lado do guardião do FC Porto. O CD Santa Clara não descansava e foi aos 41 minutos que introduziu a bola pela segunda vez no fundo da baliza do FC Porto, mas em posição de fora-de-jogo. João Lucas recebe do lado esquerdo e cruza de imediato para a entrada de Schetinne na área que acerta no alvo, mas para infelicidade da equipa visitante, não contou.

Já em cima do intervalo, Brahimi passa rasteiro para Soares que já dentro de área, segue para a linha final e tenta a assistência, mas Kaio conseguiu cortar a tempo. Terminam assim os primeiros 45 minutos de um jogo que estava longe de estar decido muito por culpa de um CD Santa Clara que criara muitas dificuldades ao FC Porto.

Otávio também esteve bem no jogo e apenas o guardião adversário o travou do golo
Fonte: FC Porto

Nos primeiros minutos da segunda parte o CD Santa Clara continuou a criar muito perigo ao FC Porto. Patrick envia um “balão” para o lado esquerdo que parecia sem destino, mas Schettine acaba por receber a bola e remata com muito perigo de cabeça para uma grande defesa de Casillas. Foi por pouco que o conjunto de João Henriques não fazia o empate no Estádio do Dragão. Em cima do minuto 60, Sérgio Conceição quis mexer no jogo e sacou Brahimi do campo, que estava numa noite desinspirada, para entrada do mexicano Jesus Corona. O treinador do CD Santa Clara quis ripostar e lança um ex-FC Porto para campo – Ukra entra na vez de Martin Chrien. Minutos depois, é a vez de Otávio sair para dar lugar a Fernando Andrade que reencontra a antiga equipa.

O FC Porto vê-se obrigado a marcar o jogo para ter alguma tranquilidade e estar mais perto dos três pontos e é isso que tenta fazer, mas sem sucesso. Alex Telles sobe no terreno e cruza para a área onde está Soares, mas Júlio César alivia a bola, que na queda encontra Soares.

Este amortece com o peito para Corona e o mexicano remata muito por cima. Um minuto antes do jogo chegar a uma hora de duração, João Henriques faz a sua segunda substituição no jogo e entra Thiago Santana para o lugar de Osama Rashid. Aos 75 minutos, mais uma grande jogada da equipa da cidade Invicta. Corona dentro de área passa para Fernando Andrade, que parece sozinho, e este remata de primeira para uma grande defesa de Marco! Esteve muito perto o segundo golo do FC Porto. Última substituição da equipa portista e açoreana, entra Óliver Torres para a saída de Tiquinho Soares e do lado do CD Santa Clara é Pablo que entra para o lugar de Zé Manuel.

O FC Porto continuou sempre à procura de dilatar a vantagem até ao final do jogo, mas não surgiram mais oportunidades de perigo tanto para uma equipa como para a outra. Os dragões conquistam os três pontos numa vitória pela margem mínima e que reflete bem a exibição das duas equipas. Notou-se um FC Porto fisicamente mais em baixo muito por culpa do calendário preenchido que tem tido e também um CD Santa Clara disposto a criar muito perigo e que veio a jogo para tentar pontuar. O FC Porto é agora líder provisório, faltando um jogo ao rival SL Benfica que se realizará na segunda-feira frente ao CS Marítimo.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

FC Porto – Casillas, Manafá, Felipe, Militão, Alex Telles, Otávio (Fernando Andrade 64’), Danilo, Herrera, Brahimi (Corona 61’), Marega e Soares (Óliver Torres 78’)

CD Santa Clara – Marco, Patrick, César, Fábio Cardoso, João Lucas, Chrien (Ukra 63’), Kaio, Rashid (Thiago Santana 74’), Bruno Lamas, Guilherme e Zé Manuel (Pablo 82’)

Anterior1 de 3Próximo

Comentários