fc porto cabeçalho

A equipa do FC Porto entrou esta quinta-feira (dia 21 de dezembro) no relvado do Estádio do Dragão pela última vez em 2017, em jogo a contar para a segunda jornada da fase de grupos da Taça da Liga. No onze titular destacavam-se três mexidas: a inclusão de Iker Casillas, Felipe e Jesús Corona.

Os “Dragões” entraram dominantes, com vontade de ganhar, e logo aos 11 minutos Tiquinho deu a vantagem no marcador aos azuis e brancos. Dez minutos depois Marega isola-se e consegue fazer o segundo golo da partida. Aos 35’ o técnico do Rio Ave vê-se obrigado a fazer a sua primeira substituição devido a lesão do guarda-redes Cássio.

Os jogadores do FC Porto chegam ao Natal com a sensação de "missão cumprida" Fonte: FC Porto
Os jogadores do FC Porto chegam ao Natal com a sensação de “missão cumprida”
Fonte: FC Porto

Até ao final da primeira parte a partida só deu Porto: muitas oportunidades para marcar, sendo que facilmente poderia ter dado goleada, mas a equipa liderada por Sérgio Conceição mostrou-se muito ineficaz na finalização.

Já no segundo tempo a equipa baixou a intensidade de jogo, mostrou-se menos pressionante mas, ainda assim, com várias oportunidades falhadas: aos 47’ Soares, isolado, remata ao lado; aos 48’ Marega, em boa posição na área, perde o controlo da bola; aos 49’ Soares remata para defesa de Rui Vieira; aos 74’ Marega remata ao lado da baliza do Rio Ave FC; e aos 76’ é a vez de Corona rematar ao lado.

Anúncio Publicitário

A dez minutos do fim Danilo vê o segundo amarelo após “agredir” a bandeirola de canto e o FC Porto fica em desvantagem numérica, desvantagem essa que não durou muito já que aos 89’ Pelé derruba Aboubakar na pequena área e vê o cartão vermelho. O camaronês converteu a grande penalidade e fechou assim o marcador desta noite.

1
2
3
Artigo anterior2018: O Ano de Serena Williams?
Próximo artigoEste Sporting será suficiente?
Azul e branco é o coração. Portista é a alma. Mais colombiana do que portuguesa. O papel e a caneta são o seu maior refúgio. Gosta de concentrar todas as suas frustrações na correção de erros gramaticais e/ou ortográficos.                                                                                                                                                 A Beatriz escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.