Anúncio Publicitário

fc porto cabeçalho

Na apresentação aos sócios azuis e brancos, Sérgio Conceição voltou a utilizar o seu “onze de gala”, com Casillas, Ricardo, Felipe, Marcano e Telles; Danilo, Óliver, Corona e Brahimi; Soares e Aboubakar.

Uma vez mais o FC Porto entrou fortíssimo, com uma circulação de bola rápida e com uma pressão altíssima, deixando o Deportivo completamente sufocado no seu próprio meio campo. Foi assim com normalidade que chegou à vantagem no marcador, por intermédio de Aboubakar, à passagem dos 14 minutos, e depois de uma bela jogada do “magico” Brahimi.

Anúncio Publicitário

Ao minuto 43 e, depois de mais uma bela jogada coletiva, Corona assistiu para o “matador” Aboubakar bisar na partida. E foi com o resultado de 2-0 que as equipas recolheram aos balneários. Resultado justo com uma bela primeira parte do FC Porto.

Fonte: FC Porto
Fonte: FC Porto

A segunda parte começou com a mesma tónica, domínio completo do FC Porto. Ao minuto 55 Corona espalhou magia e rubricou um belo golo. Por volta da hora de jogo, Sérgio Conceição começou a rotação habitual nestes jogos particulares, acabando por substituir praticamente todo o onze inicial. Depois de tantas mudanças, a partida ficou mais incaracterística mas com o FC Porto sempre no domínio do encontro.

Ao minuto 88, Marega aproveitou um erro do defesa espanhol e fechou o marcador em 4-0. Uma exibição convincente da equipa orientada por Sérgio Conceição e que deixa agua na boca para a época que vai começar.

Anúncio Publicitário