A verdade é que vários nomes têm sido apontados ao Dragão. Falo de Sarr, defesa-central do Chelsea FC, com um futuro muito promissor e que poderia relegar Mbemba para trinco; e depois Pepê de quem vou falar agora.

Como está no título deste artigo, Pepê até pode estar relacionado com o negócio Danilo, pese embora os milhões do internacional português não entrem já no Dragão.

Pepê é neste momento o ideal substituto de Everton Cebolinha no Grémio FB Porto Alegrense. Embora tenha características diferentes do atual número sete do SL Benfica, é um jogador com um grande talento e que tem um futuro promissor pela frente.

Apesar de ser um suplente que acabou por se afirmar no clube brasileiro, é agora uma pedra fulcral para Renato Gaúcho que não pode ver a equipa ainda mais desfalcada, sob pena de comprometer os objetivos para a atual época.

Anúncio Publicitário

Em poucas palavras podemos comparar este jogador mais a Otávio pela sua estatura e pelas suas movimentações sempre em busca do espaço interior, mas com algo que supera Otávio: a capacidade de fazer golos. Todos pensamos que a sua entrada pode significar a saída de alguém da frente de ataque, mas esta venda de Danilo também pode ter uma grande importância no negócio.

Apesar de o FC Porto não receber de imediato nada, fica com a garantia quase certa de que vai receber uma quantia suficiente para cobrir o investimento feito por Pepê. Todos sabemos que o Tricolor dos Pampas não aceita com facilidade a proposta portista, mas a capacidade negocial e o dinheiro que os dragões investirem vai ser fulcral para convencer o clube e um jogador que ontem referiu-se ao jogo do Grémio como uma “last dance…”. Mensagem bem curiosa sobre o seu futuro…

Termino este artigo com mais uma bomba de mercado que envolve o FC Porto. Alex Telles é mais um jogador que acaba por sair, mas trata-se de algo que era inevitável e esperado. O lateral esquerdo ruma ao Manchester United FC por uma verba a rondar os 15 milhões (mais objetivos, em princípio). Confirma-se assim mais um jogador a abandonar o Dragão num dia, e após a derrota que não foi a despedida ideal para aquele que foi, quiçá, o melhor lateral esquerdo da história do FC Porto.

O dinheiro vai entrar e pode não só equilibrar contas como até dar para algumas compras de última hora que o FC Porto certamente precisa. Veremos é se não acontece o que aconteceu por exemplo ao Sporting CP que na época passada comprou dois jogadores nos últimos minutos de mercado que se revelaram um autêntico fracasso.