Anúncio Publicitário

fc porto cabeçalho 2Prestes a terminar o ano civil de 2017, chega a altura de olhar para aquilo que foi o ano que passou e, mais do que fazer uma retrospetiva desse ano, importa, resultante dessa retrospetiva, projetar o ano que se segue e prever o que de bom e menos bom poderá vir a acontecer.

O ano que agora termina foi para o FC Porto um ano agridoce. Felizmente para a família portista, a parte “doce” guardou-se para o final, e é essa parte que leva os portistas a olhar com bastante otimismo para um 2018 que se espera que venha a ser um ano de sucesso pintado de azul e branco.

A equipa agora comandada por Sérgio Conceição chega ao final de dezembro no primeiro lugar do campeonato, nos quartos de final da Taça da Portugal, apurado para a final-four da Taça da Liga, prova que nunca conquistou, e nos oitavos de final da Liga dos Campeões, onde defrontará o Liverpool, por isso, até ao momento, as aspirações do FC Porto a conquistar tudo o que existe para conquistar nesta época seguem intactas para 2018.

Anúncio Publicitário

E é isso mesmo que todos os portistas prevêem para o ano que se avizinha – títulos.

Como já referido, o FC Porto é líder do campeonato, a par do Sporting, e o futebol praticado pelos seus jogadores tem entusiasmado tudo e todos e, apesar de algumas condicionantes que possam ser apontadas, como o número talvez um pouco reduzido de jogadores no plantel, face a possíveis expulsões e lesões futuras, que podem ser colmatadas no mercado de janeiro, a união que se verifica no seio da equipa entre atletas, equipa técnica e adeptos é cada vez maior, por isso, nem o mais pessimista dos adeptos azuis e brancos pode duvidar que, no final da época, o FC Porto estará, pelo menos, a lutar pelo título de campeão nacional. O que não chega, pois a ambição de todos e o que todos esperamos é ver toda a família azul e branca, em maio, a celebrar a conquista do 28º campeonato, nos Aliados, depois de quatro épocas em “jejum” …