O FC Porto regressou esta semana ao trabalho, com vista a preparação da próxima temporada. Como é habitual, o plantel apresentou-se no Olival para proceder ao arranque das sessões de treino, mas, Nakajima, ao contrário do que se esperava, não integrou o grupo de trabalho, aumentando assim as especulações de uma eventual saída a título definitivo ou até mesmo o empréstimo.

Até ao momento, o clube não proferiu qualquer justificação para o sucedido, mas aquilo que se especula é que o japonês não faça parte das contas de Sérgio Conceição, por todos os problemas existentes ao longo da última temporada, sobretudo na reta final do campeonato, quando o jogador se recusou a comparecer aos treinos de grupo devido à situação da Covid-19. Uma situação que não foi do agrado do treinador Sérgio Conceição que mostrou a sua insatisfação com o comportamento do atleta encaminhando a situação para a SAD do clube.

No final da temporada, quando os portistas se sagraram campeões, o nome do japonês não integrava a lista num vídeo alusivo à conquista publicado pelo clube. Para além disso, e ao contrário do que acontece com atuais jogadores e até ex-jogadores do plantel, o clube também não endereçou uma mensagem de parabéns no dia do aniversário do atleta, o que aumentou os rumores de mau entendimento entre as partes. Nakajima chegou à cidade do Porto, vindo do Japão, com vontade de voltar a treinar, mas tal não aconteceu e as explicações não foram dadas. Nem pelo treinador, nem pela SAD do clube.

Anúncio Publicitário

A possibilidade de empréstimo ganha assim maior força, como sendo a solução mais viável no momento. Uma temporada longe do clube pode acalmar os ânimos, sarar alguns desentendimentos e permitir ao jogador ganhar ritmo de jogo, coisa que dificilmente ganharia no plantel portista.

O japonês de 26 anos chegou no último ano ao clube, e custou cerca de 12 milhões de euros por 50% do passe do jogador. O contrato termina apenas em 2024, mas se as situações não forem esclarecidas o futuro de Nakajima dificilmente passará pelo FC Porto.