AZUIS E BRANCOS TÊM HISTÓRICO POSITIVO FRENTE AOS ALVINEGROS

A contar para a 22.ª jornada da Primeira Liga 2019/2020, neste domingo teremos embate entre os perseguidores do lugar cimeiro na tabela de classificação e os fugitivos da zona de despromoção. Trata-se da receção por parte do FC Porto ao Portimonense SC, uma partida onde os três pontos podem recolocar ambos os clubes nas zonas pretendidas.

Após a viagem de regresso da Alemanha, com uma descolagem turbulenta no Bay Arena, o FC Porto traça uma nova rota e esta só acaba no comando do campeonato. Os dragões podem assumir a liderança provisória se vencerem o emblema de Portimão e a estatística é sorridente para a equipa da casa.

Desde 1989 que o FC Porto venceu todos os dez confrontos oficiais que teve com os alvinegros. Ora, a última derrota data do ano de 1987, num encontro jogado em Portimão. De todos os 36 jogos realizados entre as duas equipas, deram-se 28 vitórias dos dragões, quatro empates e um número igual de vitórias para o Portimonense SC. Números avassaladores para o emblema portista.

Anúncio Publicitário

Olhando agora para os resultados nesta edição do campeonato português, a equipa orientada neste momento por Paulo Sérgio não consegue vencer desde 30 de novembro de 2019. Foram seis derrotas e quatro empates no total desde essa data, atravessando assim uma série bastante negativa. Já o FC Porto, desde o jogo em Leverkusen de quinta feira que não perdia qualquer partida. As únicas derrotas sofridas foram frente ao Gil Vicente FC e o SC Braga.

COMO JOGARÁ O FC PORTO?

Tem sido um mês de fevereiro bastante difícil no que toca ao calendário de jogos e às equipas a defrontar. Em duas jornadas consecutivas recebera o SL Benfica e deslocara-se a Guimarães para defrontar o Vitória SC, tendo conseguido os seis pontos tão pretendidos. O jogo frente ao Bayer Leverkusen desgastou a equipa principal e na próxima quinta feira voltam a defrontar os farmacêuticos. Posto isto, Sérgio Conceição, certamente, vai querer descansar a equipa titular num jogo teoricamente mais acessível. Prevê-se que nomes como Nakajima, Zé Luís, Manafá ou até mesmo Diogo Leite possam saltar para o onze inicial. Resta a dúvida no centro do terreno. Irá Sérgio Conceição recolocar Danilo Pereira no onze, assim como Romário Baró ou continuará com a dupla Uribe e Sérgio Oliveira? O sistema tático poderá muito bem regressar a um 4-4-2 com Nakajima e Otávio nas faixas laterais do centro do terreno, restando dúvidas para o meio. Na frente, poderão alinhar Zé Luís e Marega. No setor defensivo, Manafá será o homem da lateral mais à direita e Diogo Leite pode substituir um dos centrais, talvez Marcano. No lado esquerdo, naturalmente que será Alex Telles, a menos que Sérgio queira fazer descansar o brasileiro. Na baliza, manter-se-á Marchesín.

JOGADOR A TER EM CONTA

Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Moussa Marega – Por tudo aquilo que acontecera com Marega recentemente, é indubitavelmente um jogador a ter em conta. O pós-golo na última jornada frente ao Vitória SC foi o despoletar de um dos episódios mais tristes do futebol português e talvez da carreira de Marega. Contudo, o número 11 do FC Porto, depois da sua resposta fora de campo, pode agora responder dentro dele e na sua casa, o Estádio do Dragão. Certamente que o avançado portista receberá uma onda de apoio neste domingo, tendo efeitos muito positivos na sua exibição.

XI PROVÁVEL

4-4-2: Marchesín, Manafá, Mbemba, Diogo Leite, Alex Telles, Otávio, Sérgio Oliveira, Uribe, Nakajima, Marega e Zé Luís

COMO JOGARÁ O PORTIMONENSE SC?

Paulo Sérgio, desde que chegou ao comando da equipa técnica dos Guerreiros do Sul que mantém um onze base, devendo repeti-lo este domingo. O treinador dos alvinegros assumiu que não iria optar pelo esquema tático do antecessor António Folha, que alinhava com cinco homens no setor defensivo, mas caso seja necessário durante o jogo, poderá fazê-lo. Assim, o 4-3-3 da última jornada deverá continuar a ser a escolha de Paulo Sérgio para este jogo, com Gonda na baliza e uma defesa constituída por Anzai, Jadson, Lucas Possignolo e Henrique. A posição de centro campista será preenchida por quatro atletas, sendo que Pedro Sá será o médio centro com tarefas mais defensivas, acompanhado por Dener e Bruno Costa, ex-FC Porto. No ataque, Tabata e Aylton Boa Morte estarão no lado direito e esquerdo, respetivamente, e Jackson Martínez, um dos grandes goleadores da última década portista, será o ponta de lança escolhido.

 JOGADOR A TER EM CONTA

Fonte: Portimonense SC

Aylton Boa Morte – Participou em 24 dos 26 jogos disputados pelo Portimonense SC até ao momento e salta à vista não só pela influência que tem nos números da equipa, assim como pela sua qualidade. Dos 15 golos marcados na Primeira Liga pelo emblema algarvio, Boa Morte participou em sete deles. Dois golos e cinco assistências fazem do avançado português a principal arma do Portimonense SC. Em todas as competições conta com três golos e sete assistências.

XI PROVÁVEL

4-3-3: Gonda, Anzai, Jadson, Possignolo, Henrique, Dener, Pedro Sá, Bruno Costa, Tabata, Jackson Martínez e Aylton Boa Morte

Foto de Capa: Diogo Cardoso/Bola na Rede

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários