Depois da derrota do SL Benfica na jornada anterior, os Dragões encontram-se na liderança do campeonato. Sem estar a fazer uma campanha de entusiasmar os adeptos, a verdade é que o FC Porto apenas depende de si para voltar a fazer a festa nos Aliados. São onze os jogos que faltam e vai ser preciso que a equipa de azul e branco esteja no seu melhor para conseguir ultrapassar todos esses obstáculos. O primeiro desses testes? Um muito competente Rio Ave que irá com certeza causa dificuldades no Dragão.

O FC PORTO ENTRA EM CAMPO FRENTE A UMA DAS EQUIPAS-SENSAÇÃO DO CAMPEONATO! QUEM VENCERÁ? APOSTA JÁ NA BET.PT!

Como já disse, esta não está a ser a melhor das épocas para o FC Porto. Têm sido levantadas muitas questões tanto ao treinador, jogadores e direção. Mas este pode ser um momento de viragem. Pode ser uma altura em que todos estes elementos se unam de modo a se alcançar um objetivo comum – o título. É necessário que a equipa de Sérgio Conceição ganhe uma motivação extra com a derrota do Benfica. Mas não vai ser fácil. Muitas pontes já foram queimadas dentro do núcleo portista. Mas é agora que tanto o plantel como Conceição têm que mostrar serviço para silenciar todos aqueles que tanto têm criticado.

Da perspetiva do Rio Ave é tudo muito diferente. Não se sente toda aquela pressão como no lado portista. Sem dar demasiado nas vistas, a equipa de Vila do Conde tem feito uma época de elevada qualidade. Um bom quinto lugar deixam a equipa a apenas dois pontos do Sporting CP. Carlos Carvalhal tem confirmado o estatuto de treinador experiente e competente que trouxe de Inglaterra. Para a liga, o Rio Ave já não perde desde inícios de janeiro e está a passar pelo melhor momento da época.

COMO IRÁ JOGAR O FC PORTO

Anúncio Publicitário

Não se espera nada de novo na equipa do FC Porto. Sérgio Conceição pôs a sua equipa a jogar de uma maneira bem delineada e não vai ser agora, nesta altura crucial da época, que as coisas vão mudar. Um 4-4-2 bem oleado e competente naquilo que a que se propõe a fazer. Não é uma equipa que deslumbra os amantes do futebol, mas apresenta resultados. E a verdade é que este FC Porto é melhor contra equipas supostamente mais fortes. Quando se dá espaço para jogar em profundidade, é um perfeito convite a que os azuis e brancos façam aquilo que mais gostam, jogar direto e na velocidade dos jogadores.

JOGADOR A TER EM CONTA

Fonte: BnR

Alex TellesQuem mais? Tem sido, provavelmente, o jogador mais consistente dos Dragões. Mesmo tendo algumas limitações no processo defensivo e, às vezes, uma propensão demasiado acentuada a cruzar sempre que possível no ataque, Alex Telles é um jogador em que se pode confiar a 100% para criar situações de golo em qualquer momento do jogo. Faz assistências e marca golos como mais ninguém no plantel portista. Por mais incrível que pareça, é neste momento o melhor marcador do FC Porto a contar para o campeonato.

XI PROVÁVEL

4-4-2: Marchesín, Manafá, Mbemba, Marcano, Alex Telles, Otávio, Sérgio Oliveira, Danilo Pereira, Corona, Marega e Soares.

COMO IRÁ JOGAR O RIO AVE

O Rio Ave não quererá fugir demasiado aos seus princípios de jogo. Um futebol apoiado, com bom jogo entrelinhas e sempre com muitos apoios. Contudo, não vai ser sempre possível resistir à pressão portista. Terá de haver alguma adaptação ao seu jogo se quer lidar com o poderio azul e branco. Outro problema para Carlos Carvalhal são as lesões. Piázon, Diego Lopes e Al Musrati estão em dúvida para o jogo e existem algumas dúvidas no que diz respeito a quem jogará na linha atrás de Taremi. No último jogo, Carvalhal apresentou um 4-3-3, porventura devido a essa falta de médios ofensivos, e não o seu 4-2-3-1 habitual. Uma outra possibilidade é Gelson Dala jogar a número 10. O angolano tem impressionado quando tem entrado na partida a partir do banco e pode ser recompensado com um lugar no onze inicial.

JOGADOR A TER EM CONTA

Fonte: Rio Ave

Mehdi Taremié o melhor jogador do Rio Ave, não há grandes dúvidas. Simplesmente está a um nível muito superior, mesmo que os seus números não o mostrem em demasia. Tem “apenas” 7 golos no campeonato, que é pouco para um jogador da sua qualidade. Movimenta-se de forma exímia dentro e fora da área, finaliza bem e faz a equipa jogar com bons apoios no espaço entrelinhas.

XI PROVÁVEL

4-2-3-1: Kieszek; Diogo Figueiras, Borevkovic, Aderllan Santos, Pedro Amaral; Tarantini, Al Musrati; Nuno Santos, Gelson Dala, Mané; Taremi