logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Sérgio Conceição FC Porto

Força da Tática | O FC Porto também tem pontos fracos!

O FC Porto visitou e venceu com relativa facilidade o FC Paços de Ferreira de César Peixoto a contar para a jornada 25 da Primeira Liga 2021/2022.

Mais uma vez sob o comando de Vitinha, a equipa de Sérgio Conceição dominou praticamente durante todo o tempo de jogo e conseguiu vencer por 2-4 no jogo que volta a colocar a diferença pontual para o Sporting CP.

Sérgio Conceição no final da partida referiu que preferia ganhar por 2-0 e não ver certos erros acontecerem. E, eventualmente, tem razão porque o Paços de Ferreira conseguiu explorar uma fraqueza que até à data ainda não tinha estado visível desta maneira. A equipa da capital do móvel fez dois golos passados a papel químico ao líder do campeonato.

Em ambos os golos, Wendell foi o denominador comum. O defesa brasileiro que já tinha dado provas que ataca melhor do que defende, esteve relacionado com os golos do Paços cometendo o mesmo erro em ambos os lances. Erros de posicionamento.

Wendell FC Porto
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

É verdade que a equipa do Paços de Ferreira praticamente nunca incomodou o FC Porto com situações de golo iminente para além dos que realmente aconteceram, contudo, a lição estava estudada e fez vários cruzamentos, do seu corredor esquerdo, fazendo a bola passar entre Diogo Costa e os defesas centrais até que chegasse ao segundo poste, do lado oposto.

No lance do primeiro golo, Antunes cruza a bola causando indefinição entre Pepe e Diogo Costa e do lado oposto Juan Delgado finaliza nas costas de Wendell.

O erro começa imediatamente quando a bola chega a Antunes e Wendell com bola descoberta, não compõe a linha defensiva ao lado de Mbemba e Pepe para que pudesse controlar a profundidade e o ataque ao espaço nas suas costas.

De seguida a bola passa pela defesa do Porto e Wendell já desposicionado e desligado da jogada não chega a tempo de interceptar.

Já no segundo golo do Paços, a bola parte e aqui Wendell certamente avisado por Sérgio Conceição ao intervalo já reage com tempo, mas posiciona-se de forma errada o que lhe dificulta a abordagem ao lance e que faz com que Gaitán consiga encostar de cabeça reduzindo a diferença no marcador.

Todas as equipas têm pontos fortes e pontos a melhorar, se assim o quisermos chamar, porém, este momento defensivo ainda não tinha sido tão exposto esta temporada e pode explicar o porquê de Sérgio Conceição escolher Zaidu em vez de Wendell, mesmo tendo este vindo de um campeonato como a Bundesliga e de um clube como o Bayer 04 Leverkusen.

A entrega e sentido posicional de Wendell carece de melhoramentos e o treinador portista é exigente com os seus jogadores. Certamente o defesa brasileiro irá ter de corrigir para continuar a somar minutos neste FC Porto.

 

 

Artigo de opinião da autoria de Bruno Francisco

FC PORTO vs CD TONDELA