Nos últimos tempos, a imprensa nacional tem apontado mais um nome para a lateral esquerda do FC Porto. Trata-se de Gideon Mensah, lateral esquerdo pertencente aos quadros do RB Salzburgo da Áustria. Quando ouvimos este nome, talvez não nos diga assim muito, mas o facto de pertencer a um clube conhecido pela sua qualidade em formar jovens ( o jogador tem 22 anos) e por ser um dos projetos mais aliciantes do futebol europeu (através da marca Red Bull) leva a que muitos dos adeptos portistas fiquem de olho bem aberto relativamente a esta possível contratação.

Antes de partirmos para uma análise mais profunda deste atleta natural do Gana, é preciso realçar que este lateral esquerdo não tem apenas a porta do Dragão. O Vitória SC, que é aliás o favorito à sua contratação nesta altura, segundo a imprensa nacional, o Sporting CP, Sporting Clube de Braga e outros emblemas europeus estão muito atentos a este jogador e isso pode levar o FC Porto a investir de uma forma mais concreta.

Falando de uma disputa que parece ser mais evidente entre o FC Porto e o Vitória SC, é importante alertar que o negócio não vai ser fácil para a equipa portista. Claro que é o campeão em título e joga competições europeias, mas pode haver alguns fatores a ter em conta do lado vimaranense. O Diretor Desportivo do Vitória SC, Carlos Freitas, tem sido um dos principais obreiros nas grandes contratações feitas pela equipa da Cidade Berço no futebol europeu, com jovens cheios de qualidade a serem repescados sem ninguém dar conta. Outro fator muito relevante é o facto de o Vitória SC já ter contratado um central ganês que é representado pela mesma agência de Gideon Mensah, como noticia o jornal A BOLA. Por fim, em Guimarães, seria muito provavelmente titular. No FC Porto, teria de esperar pela saída de Alex Telles e lutar por um lugar que poderia ter a possível concorrência de Zaidu (outro lateral esquerdo associado ao Dragão).

Falando agora do percurso deste jovem jogador e das suas características que não passaram despercebidas ao FC Porto, há alguns dados a ter em conta.

Anúncio Publicitário

Na última temporada, Gideon Mensah esteve emprestado pelo RB Salzburgo ao SV Zulte Waregem, da Bélgica, onde cumpriu 23 jogos, em que fez três assistências e acabou por não ter nenhuma expulsão. Não é um campeonato de topo para se poder analisar de forma específica o rendimento de um jogador, mas há características que são sempre constantes.

O jovem ganês cumpriu grande parte da sua formação na Áustria, tendo passado por vários clubes do país, onde aprimorou as suas capacidades futebolísticas depois de deixar Gana.

A verdade é que nunca se afirmou no RB Salzburgo, mas nas camadas jovens acabou por brilhar da melhor forma: conquistou a UEFA Youth League numa jovem formação de ouro do futebol europeu que bateu, curiosamente, em 2016/2017 o SL Benfica. É um dado importante que mostra como Gideon Mensah é um jovem talento. Contudo, falta a afirmação numa equipa principal, e o jogador pode ver o FC Porto como uma boa opção para dar seguimento à sua carreira. A seleção principal do Gana também é um objetivo para este jogador, que, refira-se, já cumpriu a sua primeira internacionalização.

Antes de concluir este artigo, falta então traçar algumas das características deste atleta.

Pelo que consegui perceber, trata-se de um lateral esquerdo com uma irreverência notável, quer pela sua juventude, como pelos palcos onde fez a sua formação. Nota-se que não tem medo nenhum de arriscar, de driblar os adversários e encará-los de frente, faltando ainda uma maturidade e um desenvolvimento tático que pode ser desenvolvido com o tempo.

Não, não é um lateral esquerdo como o Alex Telles. Tem características muito mais de futebol de “rua” que o lateral brasileiro. Gosta também muito de buscar espaços interiores ao invés de ir à linha e cruzar (e usa isso até para enganar os adversários que não esperam estes movimentos de um lateral). Também costuma encontrar linhas de passe um pouco incomuns para a sua posição (muitas vezes um passe mais curto ou encontrar um buraquinho na profundidade para encontrar alguém), e tem uma velocidade interessante para aquilo que o futebol de Sérgio Conceição exige.

Pelas características que acabei de descrever, parece que se trata de um jogador de topo mundial. Não, não é. São características que têm vantagens e desvantagens e muitas vezes também não correm bem durante um jogo.

A verdade é que podemos estar perante uma aposta do FC Porto que até pode não entrar logo na equipa principal, mas que, se provar que realmente é o Gideon Mensah que se viu na UEFA Youth League, pode ser uma boa aposta para o futuro da equipa azul e branca.

O futuro vai ser imperial para a carreira deste jovem atleta.