Há precisamente uma semana, o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, afirmou que em vez de estar a apresentar o relatório de contas, que demonstraram as debilidades financeiras dos portistas, era para estar a celebrar uma renovação de contrato de um atleta da equipa principal. Desde então, o nome permaneceu em completo sigilo, sendo que o mistério só hoje foi revelado, pelas 16h, com o aparecimento de Pepe ao lado do dirigente máximo dos azuis e brancos, numa cerimónia que também contou com a presença de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, e Jorge Mendes, empresário do defesa.

Deste modo, ambas as partes rubricaram uma extensão do vínculo até 2023, o que significa que o internacional português, de 37 anos, ficará ligado aos campeões nacionais até aos 40 anos de idade! É verdade que há cada vez mais exemplos de longevidade no futebol mundial, mas é sempre de louvar esta marca, que não está ao alcance de todos.

Pepe é a representação mais fidedigna do que é ser Porto                      Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Num evento, que se realizou em pleno relvado do Estádio do Dragão, Pinto da Costa fez questão de referir que este ato não era apenas simbólico, era também uma forma de homenagear todo o profissionalismo e paixão que Pepe tem demonstrado de dragão ao peito, pelo que foi visível os vários troféus obtidos com o futebolista em campo.

Anúncio Publicitário

Peça fundamental no onze de Sérgio Conceição e atual capitão de equipa, após a saída de Danilo Pereira, Pepe fez questão de referir “que desde o primeiro dia soube o que é ser portista e representar um clube com esta dimensão a nível mundial”, sendo que não deixou de destacar que tem como objetivo “continuar a conquistar títulos”.

Por outro lado, Pinto da Costa afirmou que esta renovação “é a primeira das muitas” que pretende firmar com os atletas da equipa principal, não revelando quem poderá seguir as pisadas de Pepe. No entanto, o presidente não deixou de destacar a importância do defesa central para o clube da invicta, salientando que o atleta “representa bem o símbolo e os valores que o FC Porto pretende que todos os que o sirvam tenham” e não deixou de referir que tinha ao seu lado “o melhor central português, daí ser titularíssimo da seleção”, colocando-o ao nível de grandes figuras que já representaram o FC Porto naquela posição.

Posteriormente, Pepe agradeceu o voto de confiança do clube nas suas capacidades e o mesmo demonstrou que o final da carreira não lhe passa pela cabeça, dando a ideia que poderá ir até aos 42 anos.

Com isto, os dragões estendem o contrato a uma das figuras da temporada passada, que pela forma e energia que incute no seu jogo, faz ter vontade de o comparar com o vinho do Porto, ou seja, quanto mais velho melhor.

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome