O regresso de Iker Casillas à titularidade no campeonato merece destaque, pois a última vez que o espanhol tinha jogado na Primeira Liga remonta ao passado dia 1 de outubro de 2017, frente ao Sporting CP.

Na base desta mudança esteve a má atuação de José Sá frente ao Liverpool FC, jogo em que não esteve especialmente bem no primeiro golo, no qual viu a bola escapar-se por entre as mãos depois do remate de Sadio Mané e, mais tarde, no chapéu de Salah que deu o segundo golo para os red devils num jogo em que a equipa portista viria a sair derrotada por 5-0, comprometendo as aspirações de chegar mais longe nas competições europeias.

Iker Casillas recuperou, assim, a titularidade no jogo seguinte frente ao Rio Ave FC, face às boas exibições e segurança que vinha apresentando nos jogos das Taças.

O motivo para a saída do internacional espanhol da baliza tinha sido apenas o baixo rendimento em treino, justificado por Sérgio Conceição. Nessa altura José Sá assumiu a baliza na sua estreia europeia frente ao RB Leipzig, a contar para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Anúncio Publicitário
Iker Casillas tem sido figura em destaque nesta fase final de temporada
Fonte: FC Porto

O internacional espanhol voltou, assim, a agarrar a titularidade, e tem vindo a justificar a confiança de Sérgio Conceição com exibições seguras e importantes que marcam passo rumo à conquista do campeonato nacional. Apesar de José Sá ter estado em forma nos últimos tempos Casillas transmite, tal como demonstrado, mais confiança, segurança, e sobretudo, maturidade à equipa azul e branca, caraterísticas cruciais nesta fase da época.

Em bom plano nesta segunda metade da época, Casillas procura agora manter a titularidade face às boas exibições. Já o guardião português José Sá pode ver comprometida a oportunidade de ser convocado por Fernando Santos para estar nos 23 eleitos para o Mundial, que se iniciará na Rússia a 14 de junho de 2018.

Foto de Capa: FC Porto