João Mário esteve quase três meses sem jogar pela equipa A, mas foi ganhando ritmo na B. O seu regresso às opções de Sérgio Conceição seria no Clássico na Luz, no empate frente ao SL Benfica, uma oportunidade que foi muito bem aproveitada. O extremo entrou para ocupar a lateral direita e acabou por ser crucial, criando o lance que deu origem ao golo do empate. Revelou-se uma aposta certeira e boa opção para a posição, acabando por ser titular, cumprindo os 90’, nos três últimos jogos da Primeira Liga.

Não podia ter corrido melhor: quatro jogos, um golo e três assistências, juntando ao golo que tinha marcado no início da época. Superou os números de Manafá, dono da linha direita, na maior parte dos jogos da temporada.

A verdade é que as adaptações nem sempre são fáceis, especialmente para quem, desde as camadas jovens, foi trabalhado para fazer a diferença no setor ofensivo, mas João Mário parece estar determinado em crescer como lateral e poder afirmar-se no clube do coração.

Este fim de época, tanto para o jogador como para os adeptos, fica a saber a pouco, e estas últimas exibições do jovem português, nas quatro últimas jornadas, levam-nos a questionar se esta solução não poderia ter sido explorada mais cedo. Um jovem com velocidade, técnica e uma boa capacidade de decisão, poderia ter feito a diferença em muitos jogos menos favoráveis, seja a jogar a extremo, defesa-direito ou a preencher a ala toda.

Anúncio Publicitário
João Mário
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Contudo, vai ser um dos jogadores que devemos estar mais atentos na próxima época, um menino da casa, que adora o clube e dá tudo em campo pela camisola, o tipo de atleta que o mar azul defende e respeita. Se tiver as oportunidades necessárias para desenvolver a sua confiança e consolidar o crescimento, João Mário irá ser um membro importante que oferece muitas soluções ao plantel para 2021/2022.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome