fc porto cabeçalho

João Domingos da Silva Pinto, ou apenas João Pinto, foi um dos maiores futebolistas que jogaram com a camisola do FC Porto e da Seleção Portuguesa. Natural da acolhedora cidade de Vila Nova de Gaia, o ex-jogador dedicou toda a sua carreira ao FC Porto e é considerado uma lenda no Dragão. João Pinto era lateral direito e tinha como caraterística principal a determinação com que se doava para a equipa dentro do relvado. O ex-atleta chegou ao clube aos 14 anos e profissionalmente jogou entre 1981 e 1997. Podemos dizer que João Pinto começou a sua carreira no mesmo período em que começava e reinar uma nova Era no FC Porto.

A década de 1980 foi uma “virada de página” no futebol do clube. Começava nesse período uma certa hegemonia do FC Porto em Portugal e o emblema portista era o representante português mais efetivo nas competições europeias. Tanto crescimento teve como consequência o título da Taça dos Campeões Europeus 1986/87 (atual Liga dos Campeões) e o ex-defensor teve uma participação brilhante naquela conquista que, até aquele momento, foi a maior glória da história do clube. João Pinto foi o capitão do FC Porto na decisão de Viena contra o poderoso FC Bayern de Munique. A braçadeira de capitão ser de João Pinto ao invés de ser entregue para outras figuras importantes na história do clube, como Paulo Futre ou Rabah Madjer, significava que o ex-jogador tinha uma personalidade de liderança importante dentro do balneário.

João Pinto (587 jogos) e Vítor Baía (566 jogos) são os dois futebolistas que mais vestiram a camisola do FC Porto Fonte: FC Porto
João Pinto (587 jogos) e Vítor Baía (566 jogos) são os dois futebolistas que mais vezes vestiram a camisola do FC Porto
Fonte: FC Porto

Durante toda a sua trajetória no clube João Pinto conquistou nove Ligas Portuguesas, oito Supertaças, quatro Taças de Portugal, uma Taça dos Campeões Europeus, uma Supertaça Europeia e uma Taça Intercontinental. Mas talvez a maior conquista do ex-lateral não seja um título e sim o de ser o futebolista com o maior número de partidas disputadas pelo FC Porto. Com o manto sagrado azul e branco João Pinto disputou 587 jogos e marcou 20 golos. O adepto portista sabe o quanto isso é importante e, por esse motivo, respeitam o ex-atleta até hoje. João Pinto teve uma carreira brilhante, mas para o delírio dos adeptos as suas qualidades não terminam por aí.

João Pinto cresceu portista e seguiu sendo portista por toda vida. Nunca vestiu outra camisola e em dias de “clássico” contra o SL Benfica o ex-jogador sabia da responsabilidade que tinha ao entrar em campo. Sentir essa intensidade de emoção que se exige ao entrar no relvado contra o SL Benfica faz com que os jogadores sejam diferentes uns dos outros. Alguns jogadores entram na história, outros não; João Pinto entrou. Até nos dias atuais o ex-jogador sente que os dias de “clássico” são diferentes. “Há um bichinho a moer cá dentro para estar nestes jogos, mas agora sinto-me mais um adepto de bancada do que um ex-jogador. Sofro muito mais do que quando jogava. Vive-se o jogo de uma forma diferente e sofre-se também de maneira diferente”, revelou João Pinto ao fcporto.pt.

Anúncio Publicitário

Campeão nacional, campeão continental, campeão europeu, campeão mundial, jogador com mais jogos pelo clube e verdadeiro adepto do FC Porto. Esse é o eterno capitão do FC Porto, João Pinto.

Foto de Capa: FC Porto 

artigo revisto por: Ana Ferreira