É já notícia no Brasil e em Portugal que Juninho Capixaba, lateral esquerdo brasileiro de 22 anos, poderá ser o sucessor de Alex Telles. Esta já não é a primeira vez que Capixaba é sondado pelo FC Porto, uma vez que o defesa do Grémio de Porto Alegre já tinha sido apontado aos dragões no mercado de transferências do verão passado. O seu valor de mercado descera por consequência da Covid-19 e agora o FC Porto tem posses financeiras para trazer Juninho Capixaba.

Apesar de pertencer aos quadros da equipa de Porto Alegre, o defesa esquerdo estava emprestado ao Esporte Clube Bahia, onde somou dez jogos até à pausa de quase todos os campeonatos de futebol a nível mundial. Apesar do Brasileirão, a principal prova de clubes do Brasil, ainda não ter começado, Juninho disputou a Copa do Nordeste, a Copa do Brasil e a Copa Sudamericana, competição esta em que o EC Bahia goleou o Club Nacional do Paraguai por 6-1 nas duas eliminatórias.

No último jogo que realizou ao serviço do EC Bahia, frente ao América-RN, venceu por 2-0 com um golo e uma assistência com a sua assinatura. Após o jogo, foi bastante elogiado pelo treinador Roger Machado, que assumiu que Juninho Capixaba será, futuramente, um dos melhores laterais esquerdos do Brasil. Os adeptos do EC Bahia mostram algum descontentamento nas redes sociais por saber que o brasileiro de 22 anos poderá deixar o clube. Porém, afirmam também que era previsível que este não se mantivesse durante muito tempo na equipa, uma vez que está emprestado e as suas exibições têm sido positivas.

Anúncio Publicitário

Juninho mostra boas indicações, mas ainda tem caraterísticas por lapidar. A nível ofensivo, é um lateral-esquerdo que gosta de subir no terreno e o seu ponto forte é o cruzamento para a grande área, aparecendo também muitas vezes em zona de finalização. A nível defensivo, é bom na antecipação e a cortar linhas de passe do adversário.

Avaliado em 725 mil euros pelo website Transfermarkt já numa fase pós-aparecimento do coronavírus, o Grémio está a ponderar em aceitar um valor abaixo dos sete milhões de euros para conseguir equilibrar as contas. A equipa de Porto Alegre possui 60% do seu passe, que é dividido com SC Corinthians (10%) e o EC Bahia (30%), clube onde completou a formação.

A posição de lateral-esquerdo no FC Porto é urgente em reforçar – Alex Telles é quase certo que abandonará o clube no próximo verão e existe apenas a opção Manafá, que é um defesa-direito de raiz. Havendo uma maior abertura por parte do Grémio para negociar o jogador, o FC Porto pode assim conseguir um bom negócio e trazer um jovem brasileiro com potencial para o clube, podendo no futuro render a nível financeiro e desportivo.

Artigo revisto por Joana Mendes