Nasceu na cidade do Porto a 15 de maio de 1952, na freguesia do Bonfim, um dos desportistas amadores mais notáveis deste país, na área do Boxe, de seu nome Alcino Palmeira. Ícone do pugilismo portista e nacional, Alcino Palmeira conquistou 11 títulos nacionais entre as décadas de 1970 e 1980. Foi um executante lendário na arte, no engenho e na técnica. Como nome grande da secção de Pugilismo do FC Porto, Alcino Palmeira foi um dos lendários atletas do FC Porto homenageados aquando da inauguração do Dragão Caixa, em 2009, sendo então considerado entre as lendas do FC Porto e, como tal, ficou com o seu nome gravado no passeio da fama.

Alcino Palmeira, uma lenda do Boxe
Fonte: FC Porto

Além das qualidades como desportista nato que era, Alcino Palmeira deixou um legado ainda mais importante que os seus imensos títulos: a forma como marcou profundamente as pessoas com quem privou, sendo a maior prova disso a festa de homenagem realizada por Pinto Lopes (outro nome grande do mundo do Boxe) no dia 12 de setembro de 2015, em que se juntaram 1100 pessoas, das quais 93 ex-campeões nacionais. Foi a maior festa alguma vez feita para homenagear alguém no mundo do Boxe.

Depois de terminar a sua carreira foi treinador e dirigente no FC Porto, Seleção Nacional e na Associação de Boxe do Porto. Em 2003 foi distinguido com um Dragão de Ouro na categoria de seccionista do ano.

Alcino Palmeira dominava como ninguém a nobre arte do pugilismo, primeiro como o melhor pugilista português de sempre e, como isso não chegasse, fez-se um grande treinador. A busca do conhecimento foi constante, procurou sempre o conhecimento global e abrangente. Enquanto treinador e selecionador teve diretamente contacto com a elite do Boxe mundial. Aprendeu com os melhores, bebeu das melhores fontes, mas nunca se saciou, procurou sempre saber mais.

Anúncio Publicitário

Deixou-nos no dia 11 de fevereiro de 2016, com 63 anos, derrotado pela esclerose lateral amiotrófica. Porém, as lendas nunca são derrotadas e o seu legado jamais poderá ser apagado. Para que esse legado continue bem ativo foi criada pela sua filha, Paula Aurélio, a Associação Alcino Palmeira, na qual se pode praticar Boxe de forma gratuita com treinadores de referência.

Este artigo é uma pequena homenagem da minha parte ao enorme atleta do FC Porto que foi Alcino Palmeira e à sua filha Paula Aurélio, minha grande amiga, pelo empenho em continuar (sem grandes apoios) a obra do seu pai.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira