Golos, golos e mais golos. É impossível falar de Gomes e não juntar, na mesma frase, a palavra “golo”. Fernando Mendes Soares Gomes, 61 anos, natural do Porto, fica ligado à história do futebol português como um dos melhores e mais bem sucedidos pontas de lança de sempre.

A área era, de facto, o seu habitat natural e nela Gomes fazia maravilhas. Profundo conhecedor de cada metro quadrado de terreno dentro do retângulo mágico, o “bi-bota”, como ficou conhecido, mantinha uma relação ímpar com as redes adversárias. Um verdadeiro matador, tanto em Portugal como na Europa. Foram mais de 300 golos num total de cerca de 400 jogos. É obra!

“Dominava a área como poucos, o seu jogo de cabeça era brilhante, rematava forte e colocado com ambos os pés e parecia, como que por magia, adivinhar os lances para faturar” (Blogue “Dragão Azul Vivo”).

Fonte: FC Porto

A sua história no FC Porto começa a ser escrita em 1971, quando chega aos dragões para integrar a equipa de juvenis e, dois anos depois, a de juniores. A estreia nos seniores acontece em 1974 e, logo na primeira época, consegue a respeitosa marca de 18 golos em 28 partidas. Desde então seguiram-se 13 anos de dragão ao peito, com uma pequena interrupção de duas épocas para representar o Real Sporting de Gijón, de 1980 a 1982. As épocas de 1982/83 e de 1984/85, aliás, configuram-se como as mais produtivas da carreira de Fernando Gomes, nas quais apontou 49 e 46 golos, respetivamente.

 

Foto de Capa: Porto24

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários