Na segunda jornada da fase de grupos da Taça da Liga, o FC Porto visitou e venceu o Casa Pia por 3-0, numa partida em que o treinador Sérgio Conceição apostou nos jogadores menos utilizados. O resultado e a exibição ajustaram-se aquilo que foi pedido e o treinador conseguiu, de certa forma, perceber melhor as valências de todos os jogadores que tem disponíveis.

Certo é que o adversário, de um escalão inferior, também ajudou a despoletar o melhor lado dos jogadores portistas, mas, começo achar que Luís Diaz não tem lado mau. Foi, de longe, o melhor em campo, mesmo que alguns colegas também mereçam destaque, o extremo colombiano está acima da média. Saravia esteve bem, e estreou-se a marcar, mas Luís Diaz deu provas ao treinador que independentemente do adversário a qualidade é inegável e merece voltar a um lugar que já conquistou.

Luís Diaz exibiu-se acima da média no jogo de hoje, fazendo, inclusive, um golo
Fonte: FC Porto

A festa que ditou o castigo do extremo e a consequente não utilização tem sido um duro golpe para quem tem feito um início de temporada de grande nível. Hoje, como tem acontecido na maior parte do jogos, o colombiano mostrou que o banco não é o lugar dele e que merece ser chamado para o onze.

Diante do Casa Pia foi um dos principais responsáveis pela vitória, não só pelo golo, mas por aquilo que deu ao jogo: qualidade, inteligência e classe. Características que lhe assentam bem e o diferenciam dos demais.

Chegou ao FC Porto esta época, mas já conhece os cantos à casa. O treinador tem o direito de aplicar os castigos que achar pertinentes em prol do clube, mas é certo que não colocar Luís Diaz castiga os adeptos e amantes desta modalidade.

Fonte: FC Porto

Comentários