O sorteio da Liga dos Campeões realizou-se hoje e já são conhecidos todos os grupos da prova milionária. A equipa portista – a única a representar Portugal – estava no pote um do sorteio, mas nem assim evitou os tubarões. Manchester City FC, Olympique de Marselha e Olympiacos FC são as três equipas que se juntaram ao FC Porto no grupo C e com quem os dragões vão medir forças na fase de grupos da competição.

No ranking coeficiente da UEFA, o FC Porto ocupa a 19.º posição e é uma das equipas com mais participações na fase de grupos da história da Liga dos Campeões: 24 – apenas menos uma do que Real Madrid CF e FC Barcelona.

Na última temporada, os portistas nem chegaram a esta fase, uma vez que foram eliminados pelo FC Krasnodar na pré-eliminatória. No entanto, no histórico, o registo é muito bom, com duas conquistas da prova: em 1987 e 2004. Esta temporada, a equipa de Sérgio Conceição sonha chegar o mais longe possível, mas sabe que pela frente terá adversários com a mesma vontade.

Os ingleses vão agora para a décima participação na Liga dos Campeões, mas ainda não conseguiram levantar o tão desejado troféu.
Esta será a 24º participação do FC Porto na Champions League
Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Começamos pela equipa que, estatisticamente, é mais forte: Manchester City FC.
Curioso que é uma equipa que tem conseguido impor o seu futebol de ano para ano, com jogadores de topo e comandados por um treinador igualmente talentoso, mas a Liga dos Campeões tem sido apenas uma miragem. Os ingleses vão agora para a décima participação na Liga dos Campeões, mas ainda não conseguiram levantar o tão desejado troféu. Desde 2011/12, esteve presente em todas as fases de grupos e chegou aos oitavos-de-final em sete épocas consecutivas.

Anúncio Publicitário

Segue-se o Olympiacos, uma equipa que o FC Porto conhece bem de outros tempos. Gregos e portugueses já jogaram seis vezes na Liga dos Campeões, entre 1997-1999. Em cinco jogos terminaram em vitórias dos da casa, com exceção do empate 2-2 em Portugal, em setembro de 1998.

Por fim, a equipa de André Villas Boas, o Olympique de Marselha. Desde 2013/2014, que os franceses não conseguiam marcar presença na prova milionária, algo que aconteceu este ano pela mão de André Villas-Boas, o treinador que já deu muitas alegrias à equipa portista, mas que desta vez estará do outro lado. Mas voltando ao Marselha, a equipa francesa conta agora com a décima participação. Anteriormente, chegou por três ocasiões aos oitavos-de-final.

O dado mais curioso destes três adversários é que todos eles contam com nome de portugueses na equipa. Vão ser duelos complicados, mas que nem por isso permitem ao FC Porto atirar a toalha ao chão, podendo mesmo conseguir seguir em frente.

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão