Matheus Uribe: O muro de Medelín | FC Porto

    Uribe, médio defensivo colombiano, é o “pulmão” do meio-campo do FC Porto e esta época está a exibir a sua melhor versão desde que chegou a Portugal.

    Atualmente, quem acompanha de forma assídua os jogos do FC Porto pode afirmar, convictamente, que há um FC Porto com Uribe e outro sem, existe uma diferença bastante notória.

    Uribe é sem sombra de dúvidas um jogador para a posição “6”, um jogador fundamental, completo e que dá equilíbrio à equipa, mesmo sem se dar por ele. Discrição é o seu nome do meio, contudo torna-se omnipresente e cada vez mais influente.

    Uribe

    Na maturidade dos 30, o internacional colombiano melhorou em quase todos os índices estatísticos em relação às épocas anteriores. Não só destrói como cria e mantém uma intensidade alta, o seu rendimento disparou, o que ajuda a explicar o porquê de ser indispensável para Sérgio Conceição na presente época.

    As suas principais características são a solidez defensiva, ser robusto, inteligente, bom posicionamento e uma boa leitura de jogo, grande capacidade de ir à luta e de choque, fazendo mossa em qualquer avançado que apanhe no lado oposto.

    Destaca-se também na certeza no passe, é uma das suas grandes qualidades, que apesar de serem maioritariamente curtos, são ofensivos e valiosos permitindo à equipa avançar no terreno e começar a desenhar o próximo ataque.

    Tornou-se uma autêntica Pedra Basilar no atual xadrez azul e branco e apesar de ter a forte concorrência de Marko Grujic e do recém-contratado Stephen Eustáquio, o jogador não treme e tem o lugar completamente assegurado.

    Marko Grujic
    Grujic chegou a ganhar algum protagonismo no final da temporada passada, mas depois de assinar em definitivo, as exibições do sérvio têm sido algo inconstantes.
    Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

    Tudo isto combinado com o bom entendimento que desenvolveu com Vitinha, torna o meio-campo portista num dos mais seguros, inteligentes e completos no que toca a organização defensiva e ofensiva.

    Hoje é seguro dizer que Matheus Uribe tornou-se um jogador “à Porto”.

    - Advertisement -

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Roger Schmidt: «Eles não criaram chances»

    Roger Schmidt já reagiu ao desafio entre o Benfica...

    Florentino Luís: «Não tivemos o futebol dos últimos jogos»

    Florentino Luís já reagiu ao desafio entre o Benfica...

    Conference League: eis os resultados desta quinta-feira

    A Liga Conferência já não tem treinadores portugueses com...
    Flávio Fernandes
    Flávio Fernandeshttp://www.bolanarede.pt
    Licenciado em Ciências da Comunicação, o Flávio sempre foi um amante do desporto e um fanático pelo futebol. Com uma passagem pelos quadros de formação do FC Felgueiras 1932, preferiu pendurar as botas mais cedo e ir em busca da sua formação académica. Acompanha assiduamente o futebol internacional e não falha um único jogo do seu grande FC Porto.