O mercado esta aberto e as movimentações já são muitas no Futebol Português. No dragão as movimentações serão poucas ou mesmo nenhumas. Sérgio Conceição já disse que não precisa de reforços e eu tendo a concordar com o técnico portista. No defeso as aquisições demoraram a chegar, mas a qualidade das mesmas é indiscutível e acrescentaram muita qualidade ao plantel. Quando se chega a janeiro e não são precisos ajustes no plantel significa que o trabalho foi bem feito e que a planificação da época foi bem pensada. Isto é a demonstração que a estrutura azul e branca voltou aos bons velhos tempos.

É evidente que a qualquer momento pode surgir uma boa oportunidade de negócio e qualquer estrutura profissional tem de estar sempre atenta, até porque, com o poderio financeiro de muitos clubes do Futebol Europeu que, podem contratar qualquer jogador do FC Porto com alguma facilidade, é preciso estarem bem referenciadas as diversas opções para colmatar as possíveis saídas.

Anúncio Publicitário
Sérgio Conceição já disse que o plantel lhe dá totais garantias
Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

O mercado interno é sempre uma boa opção para reforçar a equipa e exemplos como Danilo, Marega ou Soares são a prova que existe muito talento no Campeonato Português. Deixo aqui alguns nomes de jogadores que na minha opinião possuem talento para atingir outros patamares: Lucas Fernandes e Koki Anzai (Portimonense SC), Pepelu (CD Tondela), Marlon (Boavista FC), Taremi (Rio Ave FC), Tapsoba e Edwards (Vitoria SC) e Gustavo Assunção (FC Famalicão). São jogadores já ambientados ao nosso Campeonato e em muitos casos com preços acessíveis.

Acredito que vai ser um mês de janeiro tranquilo no dragão mas o futebol é o momento, e, uma sequência de maus resultados ou uma “investida” de algum clube sobre os jogadores portistas ou, até mesmo, problemas com lesões pode levar o clube a fazer ajustamentos no plantel. Mas o trabalho de casa foi feito e tudo esta devidamente salvaguardado.

Foto de capa: Diogo Cardoso/ Bola na Rede