fc porto cabeçalho

Janeiro está à porta e com isso volta a agitação do mercado. Este é um mês muito movimentado, no qual os clubes procuram fazer os últimos ajustes para o ataque final à época.

No que ao FC Porto diz respeito, acredito e espero que seja um mês tranquilo quer ao nível das entradas quer das saídas. Sempre defendi que quando existe uma equipa B com qualidade o plantel deve ser formado por 20 jogadores de campo (mais três guarda-redes), por isso não alinho na teoria de quem diz que o plantel é curto.

Uma época começa a ser preparada com vários meses de antecedência e é isso que tem que ser feito em janeiro no FC Porto. Ora vejamos: ao nível externo a época está feita com o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campões, por isso, tudo o que vier é lucro. Para consumo interno o plantel já deu provas de ser competente e suficiente. Por isso, a questão é: que mexidas devem ser feitas? Existem alguns casos que devem ser avaliados: jogadores com salários altíssimos e que neste momento não são titulares (casos de Casillas e Maxi) e jogadores que terminam contrato brevemente (Marcano e Reyes).

No caso de Casillas, se a aposta em José Sá se mantiver não faz sentido ter o jogador mais bem pago do plantel no banco de suplentes. O passado do espanhol e a sua postura no clube merecem que seja encontrada uma solução (Major League Soccer talvez seja uma boa opção). O clube tem Vaná, João Costa e Fabiano está perto do regresso, por isso a baliza não é problema. Quanto a Maxi, este é um jogador útil porque liberta Ricardo para outras funções e em jogos de grau de dificuldade mais elevado acredito que possa ser opção regular; não vai renovar contrato, por isso o retorno tem que ser apenas desportivo.

Reyes continua sem renovar contrato Fonte: FC Porto
Reyes continua sem renovar contrato
Fonte: FC Porto
Anúncio Publicitário

Nesta altura a “estrutura” do FC Porto já percebeu se Marcano e Reyes irão ou não renovar contrato, por isso penso que nesta posição o clube pode antecipar a contratação de algum jogador já referenciado e com isso ganhar alguns meses no tempo de adaptação desse mesmo jogador ao clube. A posição de médio defensivo também está algo carenciada e acredito que possa chegar algum jogador para esse setor (Wendel do Fluminense FC talvez seja a opção), até porque Danilo vai ter Mundial e deve sair no próximo verão.

É evidente que o clube tem que estar sempre atento a todas as movimentações e a qualquer momento no qual pode surgir uma boa oportunidade de negócio. Em janeiro os mercados sul-americanos são preferenciais porque os campeonatos já terminaram, mas o mercado interno é também uma boa opção (onde se compra barato e bem). Em suma, espero poucas mexidas, apenas alguns ajustes pensando principalmente na próxima época.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários