Anterior1 de 3Próximo

O FC Porto rumou novamente à cidade de Guimarães, mais precisamente, a Moreira de Cónegos, para defrontar aquela que, para Sérgio Conceição, é a equipa revelação deste campeonato.

O primeiro classificado deslocou-se a casa do quinto classificado para conquistar mais três pontos e manter a distância para o SL Benfica, que após o empate do FC Porto em casa do Vitória SC, ficou apenas a três pontos do primeiro lugar. No entanto, a missão não foi cumprida e os Dragões tiveram que puxar dos galões para empatar com o Moreirense FC.

Os azuis e brancos tiveram uma primeira parte bastante pró-ativa, mas encontraram uma defesa adversária bastante organizada, tanto que nenhuma das equipas fez um remate à baliza até à primeira meia hora. Herrera fez o primeiro remate do jogo, mas a bola acabou por sair muito por cima da baliza de Jhonatan. Chiquinho quis fazer melhor para o lado do Moreirense FC, mas Casillas viu a bola a passar ao lado da sua baliza. Militão também tentou a sua sorte de longe, mas teve também pouca sorte, e a bola passou, mais uma vez, acima da barra.

Apenas 20 minutos depois foi criado algum “perigo” e foi Brahimi que, a partir do corredor esquerdo, conseguiu rematar, mas o remate saiu fraco e foi mais uma vez ao lado da baliza. Pouca pontaria para ambas as equipas neste jogo. Só 36 minutos depois é que se deu mais uma jogada perigosa e foi para a baliza de Casillas que, com os pés, evitou o golo de Heriberto Tavares e a vantagem no marcador para a equipa de Moreira de Cónegos.

Ao minuto 37, Soares recebeu a bola rasteira na área e sem espaço para rodar e rematar à baliza, o brasileiro chutou de calcanhar e Jonathan, atento, conseguiu defender o primeiro remate do FC Porto à baliza. Muito perto do intervalo, Óliver recebeu a bola após um desvio de Jhonatan ao cruzamento de Héctor Herrera e rematou forte, mas a bola bateu na malha lateral do Moreirense FC. O jogo chegou ao intervalo com um duelo aceso, mas a falta de pontaria, tal como referido anteriormente, marcou a primeira parte e ditou o empate ao intervalo.

Brahimi foi substituído aos 75 minutos num jogo que pedia magia
Fonte: FC Porto

 

Segunda parte de um Moreirense FC – FC Porto e nos primeiros cinco minutos, Heriberto ameaça mais uma vez a baliza de Casillas. Esteve em destaque o extremo do Moreirense FC neste jogo. Entre o minuto 50 e o minuto 60, os azuis e brancos tremeram e da segunda vez foi Arsénio, na jogada mais perigosa até ao momento.

Do lado direito e após um passe de Chiquinho, Arsénio remata cruzado e a bola passa muito perto do poste da baliza do FC Porto. Em cima do minuto 60, após uma hora do jogo, dupla substituição para a equipa da cidade Invicta – saem Pepe e Óliver Torres e entra Otávio e Fernando Andrade. Sérgio Conceição estava a apostar tudo para o golo do FC Porto e a equipa passa a jogar em 4-4-2 com Corona na lateral e Militão no centro.

Dois minutos após a substituição, pediu-se penálti sobre Soares, no entanto o VAR decidiu não assinalar e o jogo prosseguiu. O jogo estava taco-a-taco e ambas as equipas lutavam por inaugurar o marcador. O FC Porto pressionava, mas não havia maneira de furar. Moreirense e FC Porto mexem, sai Heriberto e entra Patito Rodríguez e Brahimi sai para dar lugar a André Pereira, esgotando assim as substituições dos azuis e brancos.

A dez minutos do fim o Moreirense SC chega à vantagem. Canto do lado direito, Halliche cabeceia e a bola bate na barra e Texeira, na recarga, chuta com força para dentro de baliza de Casillas. O Moreirense desfaz o nulo no marcador e passa para a frente a do marcador.

O FC Porto tinha que correr atrás do resultado e o Moreirense FC, para acalmar o jogo, faz entrar Bruno Silva para o lugar de Arsénio. Quatro minutos de compensação dados e é no minuto 91 que Herrera empata. Otávio cruza certeiro e o mexicano bate certeiro para dentro da baliza. Após o golo, André Pereira cai na área após sofrer contacto com Halliche, o VAR demorou a decidir, mas foi marcada falta. Fernando Andrade esteve muito, muito, muito perto de fazer o segundo e dar a vitória aos dragões, mas o jogo termina ali e acaba tudo empatado. O FC Porto soma mais um empate na cidade de Guimarães e dá ao SL Benfica uma oportunidade de se aproximar do primeiro lugar.

Onzes e substituições

Moreirense FC: Jhonatan, João Aurélio, Halliche (Ivanildo, 90+4′), Iago, Rúben Lima, Neto, Fábio Pacheco, Chiquinho, Arsénio (Bruno Silva, 90′), Heriberto (Patito Rodríguez, 73′) e Texeira

FC Porto: Casillas, Éder Militão, Felipe, Pepe (Fernando Andrade, 59′), Alex Telles, Danilo, Óliver (Otávio, 59′), Herrera, Corona, Brahimi (André Pereira, 75′) e Soares

Foto de Capa: FC Porto

Anterior1 de 3Próximo

Comentários