fc porto cabeçalho

O FC Porto, esta época, tem sido imparável no que ao aproveitamento de lances de bola parada diz respeito. Até ao momento a equipa azul e branca conseguiu colocar por 79 vezes a bola no fundo das redes adversárias, tendo 23 delas sido conseguidas na sequência de lances de bola parada.

Este aproveitamento é digno de registo e é mais uma prova do magnífico trabalho realizado por Sérgio Conceição. É evidente que esta qualidade revelada pelo FC Porto é muito trabalhada e é uma das vertentes do jogo na qual se nota uma melhoria enorme relativamente às épocas anteriores. Quase 30% dos golos do FC Porto são obtidos na sequência de lances de bola parada. É caso para dizer que o “laboratório do Olival” está a funcionar às mil maravilhas.

Sérgio Conceição é conhecido por ser um treinador que incute muita garra, muito espírito de sacrifício nas suas equipas, mas é muito mais do que isso e este dado estatístico é mais um bom exemplo da qualidade do trabalho realizado. Este FC Porto é forte em todos os momentos do jogo: processo defensivo, transição defensiva, processo ofensivo, transição ofensiva e nas bolas paradas. Conceição tem conseguido “tirar” dos jogadores o máximo de rentabilidade e potenciar ao máximo as suas qualidades e as bolas paradas são mais um exemplo disso.

Alex Telles já leva 11 assistências esta época  Fonte: FC Porto
Alex Telles já leva 11 assistências esta época
Fonte: FC Porto

Um dos grandes pilares deste sucesso é Alex Telles (11 assistências para golo), que é um exímio executante quer de cantos quer de livres laterais. Para além disso, a equipa coloca sempre muitos jogadores na área adversária e as movimentações realizadas pelos mesmos estão muito bem trabalhadas. Por último, a agressividade com que se ataca a bola e a qualidade no jogo aéreo de diversos jogadores tem sido preponderante. Marcano com quatro golos, Felipe com três golos e Danilo com quatro golos são exemplos de jogadores muito fortes no jogo aéreo e a quem Sérgio Conceição conseguiu potenciar ainda mais essas capacidades.

Não fui propriamente um entusiasta da opção Sérgio Conceição, mas volvidos alguns meses estou completamente rendido e a qualidade do seu trabalho tem sido uma agradável surpresa. Qualidade no treino, excelente análise dos adversários, boa gestão física dos jogadores, muito forte na comunicação, quer interna quer externa, e uma abordagem tática quase perfeita são competências que reconheço ao treinador do FC Porto e a toda a sua equipa técnica.

Foto de Capa: Porto Canal

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários