Anterior1 de 2Próximo

fc porto cabeçalho

Nas últimas semanas tenho vindo a constatar que NES não tem boa imprensa, já tinha essa suspeita aquando da sua contratação, mas com três meses de competição foi confirmada.

O grau de tolerância dos comentadores, jornalistas e fazedores de opinião é claramente menor para com o trabalho realizado pelo treinador portista, comparativamente com os treinadores dos clubes rivais.

E a pergunta a fazer é: porquê? Tenho algumas suspeitas: uma imprensa claramente centralista onde praticamente todos os meios de comunicação estão sediados em Lisboa?! A proximidade com Jorge Mendes pode levantar dúvidas do seu mérito?! Ou será mesmo desonestidade intelectual dos fazedores de opinião?!

A tentativa semana após semana de fazer passar a mensagem que NES não é treinador com qualidade para o FC Porto começa, na minha opinião, a ser algo absolutamente ridículo. Entendo isso no adepto comum, que tem sempre um pouco de fanatismo e o que deseja é a vitória do seu clube, o que já não consigo compreender é comentadores altamente bem pagos, que deveriam ter conhecimentos muito mais aprofundados, fazerem análises básicas sem sustentabilidade nenhuma e em muitos casos parciais, é algo inaceitável.

NES já meteu o Porto a jogar bom futebol Fonte: Facebook Oficial de NES
NES já meteu o Porto a jogar bom futebol
Fonte: FC Porto

Pegar numa equipa em frangalhos depois de uma época muito difícil, da chegada de vários jogadores novos ao clube, muitos deles muito jovens, com um onze base em que metade dos jogadores chegaram ao clube este ano e muitos deles no final do mês de Agosto, e um treinador que apenas tem quatro meses de trabalho com estes jogadores e na sua adaptação a uma nova realidade. É um ponto de partida completamente diferente relativamente aos dois rivais, onde os treinadores já levam um ano de trabalho, em que os onzes bases tiveram duas ou três mudanças, por isso as analises feitas não podem esquecer estes pontos de partida porque, assim sendo, não estão a ser feitas com honestidade intelectual.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários