Finda a época, vale a pena olhar para trás para ver como cá chegamos. Cada passo trouxe-nos a este ponto, mas alguns jogos foram mais decisivos do que outros. É desses jogos determinantes para o sucesso desta época que falaremos hoje.

FC Porto 1-3 Besiktas JK

Uma memória dolorosa mas incontornável.

Um jogo que deixou todas as fragilidades do FC Porto expostas para todo o mundo ver.

O que praticamente decidiu o resto da época dos dragões não foi a queda. Não caíram graciosamente, foi doloroso e deixou-nos de mãos na cabeça. Mas a forma como a equipa reagiu a esta queda foi algo incrível de se ver, permitiu uma lição de bola ao AS Mónaco e devolveu a garra e vontade de vencer para o resto da época.

CD Feirense 1-2 FC Porto

Em jornada de dérbi da capital, o FC Porto lutava para consolidar a liderança e dar mais um passo em frente enquanto os rivais empataram.

Golo de Marega invalidado pelo árbitro aos 19′, golo de Aboubakar no minuto seguinte e três minutos depois Luís Rocha cabeceia para o empate. Felipe lá acabou por cabecear para golo e rendeu os três pontos para o FC Porto.

Um jogo marcado pela má prestação da equipa de arbitragem, que acabou por necessitar de escolta policial, e que o Porto venceu pela margem mínima mas agarrou-se à liderança.

FC Porto 3-1 SC Braga

Depois de várias jornadas apagado, o FC Porto entrou em campo com grande intensidade, pressionando sempre alto. Marcou Sérgio Oliveira (aos 13′), Raul (aos 31′), Diego Reyes (aos 38′) e Aboubakar (aos 73′).

Esta vitória colocou o FC Porto de volta ao topo da tabela.

FC Porto 2-1 Sporting CP

O “Clássico” no Dragão deixou os leões a oito pontos de distância, depois de uma exibição completíssima.

Um jogo que foi importantíssimo para o FC Porto – consolidar uma liderança nunca é demais – e que foi absolutamente decisivo para o Sporting CP.

Marcaram Marcano aos 29′, Rafael Leão aos 45+1′ e Brahimi aos 49′.

A vitória no “Clássico” frente ao Sporting CP foi um passo importante na caminhada pelo título
Fonte: FC Porto

SL Benfica 0-1 FC Porto

A vitória na Luz foi um dos jogos da época, resultado esse que deixou os dragões com uma mão no troféu e que “destruiu” os sonhos de um SL Benfica pentacampeão. Num jogo sem intensidade, pouco agressivo que tanto deu SL Benfica como FC Porto, foi o mexicano Herrera a oferecer o título com um golo aos 90′.

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários