Em vésperas de clássico na Luz, o FC Porto pode saltar para a liderança do campeonato e chegar ao jogo de dia 7 à frente do rival. Para isso terá de bater um sempre incómodo CD Tondela, mas a motivação deve estar em alta, por duas razões: o clube celebra hoje 125 anos e já recebeu uma prenda. E que prenda! Em Chaves, o Benfica deixou dois pontos, quando nada o fazia prever, e dos quais o FC Porto tem de retirar os respetivos dividendos.

É certo que há outro jogo, também ele muito importante, para disputar na próxima quarta feira, frente aos turcos do Galatasaray, mas todo o foco e determinação deve estar centrado na batalha desta noite. Aproveitar os deslizes dos rivais, mais do que lhes recuperar pontos, envia mensagens de força e colocam em sentido a concorrência.

O adversário desta noite promete não facilitar, à imagem, aliás, do que tem feito nos últimos anos. Nos últimos seis confrontos, o saldo, apesar de ser favorável, esconde as muitas dificuldades que os dragões tiveram de debelar – 4 vitórias (3 pela margem mínima), um empate e uma derrota (precisamente no palco desta noite).

O CD Tondela já surpreendeu os azuis e brancos em 2016 com uma vitória no Dragão
Fonte: FC Porto

Estes indicadores só podem, pois, servir de alerta para uma equipa que, não há muito tempo, também gelou a Luz com um triunfo surpreendente por 3-2. Este Tondela, bem orientado por Pepa, é uma equipa com capacidade para trocar bem a bola e aproveitar qualquer desatenção que os portistas possam ter. O FC Porto entra agora num ciclo de três jogos que podem começar a ajudar a definir o rumo de duas das quatro competições em que os azuis e brancos estão envolvidos: campeonato e Champions.

Anúncio Publicitário

Três vitórias assegurariam um início de 125° aniversário muito feliz e elevariam novamente a equipa para o patamar de excelência que esta época (à exceção dos jogos com Aves e Chaves) ainda não se viu como num passado muito recente.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários

Artigo anteriorLocomotiva famalicense a toda a velocidade
Próximo artigoA banda do pátio de Lage
O azul e o branco é parte fundamental da vida do Ricardo. O amor pelo FC Porto faz dele um adepto ferrenho dos 'dragões'. Tem na escrita um amor quase tão grande como o que tem pelo clube, sendo sobre futebol que incide a maior parte das suas escrituras. No futuro, espera encontrar no jornalismo a sua ocupação profissional.                                                                                                                                                 O Ricardo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.