serefalaraporto

Fenómeno era o adjetivo dado a Ronaldo Nazário de Lima, o Bola de Ouro brasileiro e um dos melhores avançados da história do futebol! Atualmente surgiu um novo fenómeno no futebol: ياسين إبراهيمي, mais conhecido por Yacine Brahimi, o argelino que tem encantado Portugal, a Europa e o Mundo.

Desde cedo que Brahimi esteve na mira dos mais atentos graças à sua boa performance nos campeonatos jovens franceses e, naturalmente, sobre ele recaíam grandes expetativas! Fruto das suas boas exibições, foi convocado para as seleções francesas mais jovens, tendo ainda participado num Torneio de Toulon e num Europeu sub-19! Mais ainda: só não participou num Europeu sub-21 porque a seleção gaulesa perdeu o jogo do play-off de qualificação. Por conseguinte, Brahimi chegou a chamar a atenção do Arsenal; porém, por uma ou outra razão, a transferência acabou sempre por não se realizar. Em 2012, abandonou o Rennes, de Franç,a rumo ao Granada, de Espanha – e já na altura era “um pecado” este jogador ingressar no referido clube, dadas as suas qualidades acima da média.

Espalhou a sua magia nos relvados espanhóis, tendo alcançado o título de maior desequilibrador na última temporada, com uma média superior a cinco fintas por jogo (batendo Messi e Cristiano Ronaldo). Durante este período, Brahimi, cuja nacionalidade é franco-argelina, recebeu o convite para representar a seleção africana e aceitou (essa escolha tardia justifica que, aos 24 anos, apenas tenha realizado 13 jogos pela seleção Argelina). Toda esta ascensão na sua carreira levou Brahimi ao Mundial do Brasil 2014. No Brasil, Brahimi voltou a demonstrar as suas imensas qualidades, ajudando o seu país a chegar aos oitavos de final da Copa, ficando muito próximo de eliminar a futura campeã, Alemanha.

Após todo este percurso de crescimento e evolução, foi elevado o número de equipas que demonstrou interesse por este jogador – destacam-se o Real Madrid, que acabou por contratar James Rodriguez; o PSG, que estava na dúvida entre Brahimi e Di Maria (e que acabou sem nenhum destes jogadores); e o FC Porto, que, possivelmente com a ajuda de Ghilas, convenceu o argelino a rumar ao Dragão.

1
Brahimi tem sido o maior dos destaques portistas nesta época
Fonte: fcporto.pt

A nova estrela do FC Porto tem sido claramente a grande figura do plantel de Lopetegui e um dos nomes em destaque no Campeonato português. Na Liga dos Campeões, Brahimi tem encantado o público, tendo sido crucial no apuramento da equipa azul e branca para a próxima fase. Para além disso, conseguiu ser o primeiro jogador africano a marcar três golos num jogo da prova milionária.

Atualmente, Brahimi encontra-se entre os candidatos a melhor jogador africano, a melhor jogador africano para a BBC e é grande candidato a melhor jogador da CAN2015. Diariamente é alvo de um conjunto notícias da imprensa dos quatro cantos do mundo e são muitos os colegas de profissão que não poupam elogios ao argelino. Brahimi convence pelas suas fintas, pelos seus golos, pela forma como é capaz de tirar o melhor rendimento dos seus colegas e também pela sua humildade.

A maior curiosidade em redor deste fenómeno é o “ataque islâmico” às redes sociais do FC Porto. Independentemente da notícia publicada pelo FC Porto, são milhares os fãs que deixam os seus comentários, não a comentar o conteúdo da notícia, mas a elogiar Brahimi – “Brahimi <3” é, por norma, o comentário mais frequente. Teria a sua graça o clube publicar uma notícia falsa que relatasse que o FC Porto tinha perdido por muitos golos a zero e Brahimi tinha sido expulso, e observar quais os comentários que iriam surgir! Sendo árabe, o povo argelino é conhecido pela sua adoração fanática aos seus ídolos, ao seu Deus; deste modo, falar de Brahimi é quase elevar um jogador de futebol a um patamar de adoração divino.

Por todos os motivos supramencionados, Brahimi é inegavelmente uma grande contratação do FC Porto! Este jogador não permanecerá de Dragão ao peito por muito tempo; todavia, poderá ser um dos jogadores mais rentáveis ao FC Porto, à semelhança de Ricardo Carvalho, Deco, Pepe e, mais recentemente, Mangala, Hulk, Falcao e James. É igualmente certo que terá sido uma das maiores apostas involuntárias da história no que concerne ao marketing, não tivesse Brahimi despertado o mercado árabe. E, por fim, graças ainda a este fenómeno, o FC Porto ganha dia após dia adeptos nos quatro cantos do mundo.

Foto de capa: fcporto.pt

Comentários