fc porto cabeçalhoUnanimemente considerado um dos maiores e melhores guarda-redes da história do futebol mundial, Vítor Manuel Martins Baía, nascido em Vila Nova de Gaia a 15 de outubro de 1969 e atualmente com 47 anos, é, ao mesmo tempo, um dos símbolos incontornáveis da história do FC Porto.

São 700 jogos oficiais numa carreira estrondosa que, para além do FC Porto, teve ainda episódios no Barcelona e na Seleção Nacional. Foi, contudo, de azul e branco que Baía viveu os seus anos de glória, conquistando todos os títulos possíveis e imaginários.

Ainda que presente no plantel de 87/88, foi na época seguinte que o guardião se mostrou ao “mundo da bola”, numa temporada que, de resto, seria de má memória já que os dragões nada conquistaram. A partir daí, seria sempre a somar: dez campeonatos nacionais, nove Supertaças, cinco Taças de Portugal, uma Liga dos Campeões, uma Taça UEFA (Liga Europa), uma Taça Intercontinental, uma Supertaça Europeia e uma Taça das Taças.

Baía conquistou tudo que havia para conquistar Fonte: vitorbaia99fans.no.comunidades.net
Baía conquistou tudo que havia para conquistar
Fonte: vitorbaia99fans.no.comunidades.net

Baía conta 29 títulos ao serviço dos dragões, num total de 18 épocas que o configuram como uma lenda entre a nação azul e branca. E foi desta maneira que o 99 se despediu, dos relvados, em 2007, depois de participar na conquista do bicampeonato, sob a alçada do Professor Jesualdo Ferreira: “É com um misto de emoções que hoje interrompo a minha ligação profissional de mais de 20 anos ao clube do meu coração. Foi para mim uma casa de emoções onde aprendi tudo não só dentro mas também fora das quatro linhas.”

Atualmente é visto como um dos potenciais sucessores do reinado de Jorge Nuno Pinto da Costa na presidência do FC Porto. Na estrutura azul e branca Baía foi também nomeado Diretor da Relações Internacionais, dando início a uma história que promete encontrar novos capítulos no futuro no dirigismo do clube da invicta.

Foto de Capa: UEFA

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários