Anterior1 de 6Próximo

fc porto cabeçalhoÀ boleia das recentes boas exibições de Pepe no Mundial da Rússia (para mim o melhor jogador da nossa seleção) mas, principalmente, depois dos abandonos livres de encargos de Diego Reyes e Iván Marcano, que, pese embora a qualidade evidente de jovens formados no clube,  como Diogo Leite, Diogo Queiroz ou Chidozie, levam a uma urgente necessidade de ir ao mercado contratar pelo menos um (dois será o ideal) defesa-central para a próxima época, o Top desta semana foca-se, precisamente, nos jogadores desta posição.

Por estas razões, e porque o FC Porto sempre foi uma das melhores escolas de centrais a nível europeu (tanto a formar jovens portugueses, como a moldar estrangeiros contratados), considero pertinente elaborar um Top 5 de jogadores que desempenharam essa função ao serviço do clube. Para uma melhor avaliação e apreciação dos jogadores decidi incluir apenas jogadores que tenham representado o FC Porto na última década (2008-2018) e, como tal, algumas lendas como, por exemplo, Aloísio (estrangeiro com mais jogos pelo clube), Jorge Costa, Ricardo Carvalho ou o próprio Pepe não estarão presentes na lista.

Antes de iniciar o top propriamente dito, deixar uma palavra a Felipe que, não estando presente nos eleitos, tem demonstrado uma qualidade e um carinho pelo clube que, acredito eu, com mais anos de casa e mais jogos nas pernas, lhe abrirão as portas de exercícios semelhantes a este no futuro.

Feita a ressalva, aqui fica o meu Top:

Anterior1 de 6Próximo

Comentários

Artigo anteriorUm campeão europeu não tem objetivos mínimos
Próximo artigoAté Domingo: Diamond League, Europeus Sub-18 e Campeonatos de Portugal
Fervoroso adepto do futebol que é, desde o berço, a sua grande paixão. Seja no ecrã de um computador a jogar Football Manager, num sintético a jogar com amigos ou, outrora, como praticante federado ou nos fins-de-semana passados no sofá a ver a Sporttv, anda sempre de braço dado com o desporto rei. Adepto e sócio do FC Porto e presença assídua no Estádio do Dragão. Lá fora sofre, desde tenra idade, pelo FC Barcelona. Guarda, ainda, um carinho muito especial pela Académica de Coimbra, clube do seu pai e da sua terra natal. De entre outros gostos destacam-se o fantástico campeonato norte-americano de basquetebol (NBA) e o circuito mundial de ténis, desporto do qual chegou, também, a ser praticante.                                                                                                                                                 O Bernardo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.