fc porto cabeçalhoChegou ao FC Porto vindo de um dos rivais de Lisboa, o Sporting CP, a meio da época de 1993/1994. Desde logo implementou mudanças na equipa, alterando o estilo de jogo definido pelo antigo treinador, levando-a à conquista da Taça de Portugal no final do ano. Bobby Robson foi um dos treinadores mais emblemáticos de sempre e um dos que mais vezes orientou o FC Porto.

A liderar os destinos azuis e brancos desde o banco de suplentes, corria o ano de 1993, estava Tomislav Ivic. A praticar um futebol defensivo, a equipa seguia no campeonato atrasada em relação aos rivais, com as exibições e os resultados a não convencerem. Até que, em Janeiro de 1994, a meio da época, Bobby Robson deixa o Sporting CP e ruma às Antas. As diferenças no futebol praticado e nos resultados não tardaram a aparecer, com o técnico a privilegiar um sistema mais ofensivo e as goleadas a serem frequentes. A primeira conquista do treinador inglês ao serviço dos dragões apareceu no final do ano e, curiosamente, frente à formação de Alvalade: a Taça de Portugal. Ainda assim, uma das principais proezas do FC Porto de Bobby Robson, durante os seus primeiros tempos no clube, foi a goleada imposta ao Werder Bremen, na Alemanha, por 0-5, a contar para os quartos de final da Liga dos Campeões. A vitória valeu a passagem às meias finais da competição, tendo sido depois o FC Barcelona a deitar por terra as ambições portuguesas.

Bobby Robson marcou o início da construção do Pentacampeonato Fonte: paixaopeloporto.blogspot.pt
Bobby Robson marcou o início da construção do Pentacampeonato
Fonte: paixaopeloporto.blogspot.pt

Os dois anos e meio do técnico passados no Porto marcaram o início da construção de um dos maiores feitos do clube: o pentacampeonato. Foi com Bobby Robson que o percurso começou, com o FC Porto a sagrar-se bicampeão nacional, sob as suas ordens, em 1994/1995 e 1995/1996. No primeiro ano, ficou o registo de 73 golos marcados e apenas uma derrota consentida, frente ao CS Marítimo e, no segundo ano, a marca dos golos marcados passou para os 84, com uma média acima dos três golos por jogo, nas partidas disputadas em casa. Para além da conqusita do bicampeonato e da Taça de Portugal, o inglês conquistou ainda duas Supertaças, ambas frente a outro rival de Lisboa, desta vez o SL Benfica.

No seu currículo, e a contribuir para ser aclamado com um dos melhores treinadores do mundo, contam-se passagens pela selecção inglesa, com a qual chegou às meias finais do Mundial de 1990, a permanência de 13 anos ao serviço do Ipswich Town FC, onde conquistou uma Taça da Liga Inglesa e uma Taça UEFA e a representação de emblemas como o PSV Eindhoven, Sporting CP, FC Porto e FC Barcelona. Bobby Robson faleceu em 2009, depois de ter perdido uma luta contra um cancro nos pulmões, aos 76 anos de idade.

Foto de Capa: https://bibo-porto-carago.blogspot.pt

artigo revisto por: Ana Ferreira

 

 

Comentários