logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Pepê soma e segue no onze inicial portista | FC Porto

Eduardo Aquino Cossa ou, como é conhecido no mundo do futebol, Pepê, tem sido um dos destaques dos dragões no ano de 2022. Nos últimos encontros, o número 11 do FC Porto tem estado em bom plano e a corresponder à confiança depositada por Sérgio Conceição.

O golo de bradar aos céus em Lyon, ainda que não tenha ajudado os dragões a passar, veio carimbar a série de boas exibições que o brasileiro tem feito. Poderá ser Pepê um trunfo de Sérgio Conceição para a reta final do campeonato?

Pepê não chegou, viu e venceu no FC Porto. O ex-Grêmio FBPA assinou em fevereiro de 2021 pelo FC Porto, mas chegou apenas em julho ao clube azul e branco. Pela frente, teve um super Luis Díaz e uma peça fundamental como Otávio e, naturalmente, acabou por ficar tapado.

Ainda assim, Pepê foi sendo utilizado por Sérgio Conceição a partir do banco e, por vezes, como titular em alguns encontros com adversários mais acessíveis.

Pepe
Pepê foi titular nos últimos cinco jogos portistas e marco dois golos
Fonte: Sebastião Rôxo / Bola na Rede

Estreou-se a marcar pelo FC Porto frente ao Moreirense FC, mas o golo que, possivelmente, os portistas têm em boa memória foi frente ao SL Benfica, para o campeonato, num jogo em que substituiu Luis Díaz.

Pepê apareceu entre pelo meio da linha defensiva das águias e, não sendo um jogador propriamente alto (1.75 cm), cabeceou para o fundo da baliza. Marcar frente a um rival, na época de estreia, certamente que terá um sabor especial. Contudo, o extremo não se ficou por aqui.

Não raras vezes, Sérgio Conceição baixou-o no terreno para assumir o papel de lateral direito. Foi graças a este compromisso com a equipa, aliado a uma série de bons indicadores demonstrados quando foi chamado a jogo, que colocaram Pepê no onze inicial do FC Porto de forma recorrente.

Claro está que Pepê não é, nem será o substituto de Luis Díaz, pois são jogadores com caraterísticas diferentes. Contudo, o extremo de 25 anos também pode dar à equipa velocidade, capacidade de deixar os adversários para trás com um ou dois dribles e, embora a sua altura, consegue finalizar de cabeça com frequência.

Precisa apenas de melhorar na fase de definição, pois erra com frequência na hora de decidir em rematar à baliza ou assistir para golo.

Pepê leva seis golos e uma assistência em 33 jogos ao serviço do FC Porto, mas a sua frequência no onze titular portista poderá fazer dilatar os seus números até ao final da época. Longe ainda de ser um titular indiscutível e, simultaneamente, longe de ter atingido todo o seu potencial, Pepê vai mostrando aquilo que vale e certamente que vamos ver ainda mais e melhor do avançado canarinho.

Desde criança a colecionar cromos e recortes de jornais de vários jogadores até às longas carreiras nos videojogos no seu clube do coração, foram muitas as alegrias que o desporto rei lhe proporcionou. Assume ficar fulo quando não consegue acompanhar um jogo da equipa da cidade Invicta, mas no que toca a tudo o que acontece à volta do seu clube sente a obrigação de estar sempre atualizado. Estuda Ciências da Comunicação e é através da escrita que se prefere expressar.

Desde criança a colecionar cromos e recortes de jornais de vários jogadores até às longas carreiras nos videojogos no seu clube do coração, foram muitas as alegrias que o desporto rei lhe proporcionou. Assume ficar fulo quando não consegue acompanhar um jogo da equipa da cidade Invicta, mas no que toca a tudo o que acontece à volta do seu clube sente a obrigação de estar sempre atualizado. Estuda Ciências da Comunicação e é através da escrita que se prefere expressar.

FC PORTO vs CD TONDELA