Anterior1 de 3Próximo

O FC Porto venceu o Belenenses SAD por duas bolas a zero, em jogo a contar para a quarta eliminatória da Taça de Portugal. As duas formações já se haviam encontrado em jogo a contar para a segunda jornada do campeonato, no Jamor, partida em que o FC Porto venceu por 3-2.

As duas equipas marcaram encontro no Estádio do Dragão por via de caminhos distintos. Os comandados de Sérgio Conceição entraram na Taça de Portugal na ronda anterior à atual, vencendo fora de casa o Vila Real por uns expressivos 6-0. Já a turma de Silas venceu no terreno do Amora por 4-3, mas com recurso a prolongamento.

Sérgio Conceição alterou o sistema tático, apresentando um 4-3-3, com cinco alterações face ao onze inicial da última jornada do campeonato, frente ao SC Braga, que o FC Porto venceu por 1-0. Entraram Fabiano, Herrera, Otávio, Adrián López e André Pereira para os lugares de Casillas, Maxi, Danilo, Brahimi e Marega. Já Jorge Silas fez duas mexidas em relação ao jogo da Taça da Liga com o Chaves, que perdeu por 1-0, tendo colocado Lucca e Reinildo nos lugares de Zakarya e Dramé.

Depois da tradicional homenagem a Pavão por parte do Belenenses, deu-se o pontapé de saída.

Numa primeira parte em que a pressão portista na saída de bola do Belenenses foi nota dominante, a primeira oportunidade foi do FC Porto. Adrián sofreu uma falta em zona frontal à baliza de Mika, que Alex Telles bateu para uma intervenção segura do guardião português.

Aos 12 minutos o Dragão explodiu pela primeira vez: Corona fez um slalom da direita para o centro, tabelou com Adrián López e, na cara de Mika, passou a Soares que, com a baliza aberta, só teve de encostar.

O FC Porto não tirou o pé do acelerador e, dois minutos depois, Alex Telles cruzou a partir da esquerda e André Pereira atirou para defesa de Mika. Na recarga, Herrera e André Pereira tentaram ir à bola e importunaram-se mutuamente.

A pressão dos portistas parecia surtir efeito. Aos 17 minutos, Óliver intercetou um passe no meio-campo, os jogadores do FC Porto saíram para o contra-golpe em vantagem numérica, mas André Pereira rematou por cima da baliza dos azuis do restelo.

Os comandados de Silas apenas ameaçaram a baliza de Fabiano aos 43 minutos, com um remate de Licá, que Fabiano defendeu facilmente.

Corona esteve em destaque no primeiro golo do FC Porto
Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

No início do segundo tempo, viu-se um Belenenses renovado e a turma de Lisboa arrecadou um canto, que levou perigo a baliza de Fabiano,com Nuno Coelho a rematar para defesa do brasileiro.

Esta entrada forte dos visitantes foi sol de pouca dura.

Logo aos 54 minutos, Alex Telles cobrou um pontapé de canto, Soares ganhou nas alturas, a bola sobrou para Herrera, que foi carregado em falta e Nuno Almeida apontou para a marca de grande penalidade. Otávio assumiu a marcação do penalty, mas não conseguiu bater Mika, que adivinhou o lado para onde o brasileiro rematou, e defendeu. Adrián ainda tentou a recarga, mas rematou ao lado.

Numa segunda parte onde a chuva foi protagonista, deixando o relvado do Estádio do Dragão em muito mau estado, foi uma dupla brasileira quem tentou aquecer os adeptos. Soares avançou em drible desde o meio-campo, deixou a bola em Otávio, que fintou a defesa adversária e colocou, com muita precisão, a bola no fundo das redes do Belenenses. O cronómetro contava 54 minutos de jogo.

Mas a dupla Soares/Otávio insistia em fazer moça na defesa visitante. Aos 63 minutos, Otávio recuperou a bola a meio-campo, desmarcou Soares, mas o brasileiro atrapalhou-se já dentro da área do Belenenses. O relvado não ajudava.

A chuva não tinha clube e aos 73 minutos prejudicou o Belenenses. Atraso da defensiva azul para Mika, a bola prendeu no relvado e Soares ficou isolado na cara do guarda-redes português, que acabou com o perigo com uma defesa aos pés do avançado brasileiro.

O Belenenses queria provar que não veio ao Dragão para defender e, aos 74 minutos, Keita pôs à prova Fabiano com um remate cheio de intenção, que foi parado pelo voo do guarda-redes brasileiro do FC Porto.

Antes do final do jogo, ainda houve tempo de os da casa falharem mais uma oportunidade de golo. Adrián desmarcou Sérgio Oliveira, que falhou na cara de Mika.

O FC Porto segue assim para os oitavos de final da Taça de Portugal e conhecerá o seu adversário na próxima sexta-feira. Entretanto, a turma de Sérgio Conceição defronta o Schalke 04, na quarta-feira, em jogo a contar para a quinta jornada da fase de grupos da UEFA Champions League.

Onzes iniciais:

FC Porto: Fabiano, Corona, Felipe, Éder Militão, Alex Telles, Herrera, Óliver (Mbemba, 85′), Otávio (Sérgio Oliveira, 65′), André Pereira (Marega, 76′), Soares e Adrián Lopez.

Belenenses: Mika, Diogo Viana, Gonçalo Silva, Sasso e Reinildo; Eduardo, Nuno Coelho (André Santos, 59′) Ljujic (Dálcio, 67′) e Lucca (Henrique Almeida, 45′); Licá e Keita.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários