Na ressaca da última jornada europeia, catastrófica para o FC Porto e para as equipas portuguesas, os dragões têm um dificílimo teste nos Açores frente ao oitavo classificado da Liga Portuguesa: o CD Santa Clara.

OS DRAGÕES QUEREM MANTER A PRESSÃO NO SL BENFICA E TÊM UMA PROVA DE FOGO NOS AÇORES. SERÁ QUE VENCEM? APOSTA JÁ NA BET.PT!

Esta é mais uma final de três pontos, que são cruciais para ambas as equipas, na medida em que a equipa azul e branca pretende subir à liderança do campeonato, nem que seja por alguns momentos, e os açorianos querem sonhar com uma maior aproximação – ainda que muito difícil – dos lugares europeus.

A somar a tudo isto, é preciso realçar a dificuldade deste encontro para ambas as equipas. A turma de João Henriques vai encontrar um dragão “ferido” a nível europeu, mas motivado a nível interno, depois de alguns resultados positivos (ainda que algumas vezes pouco convincentes). De qualquer das formas, vão encontrar o segundo melhor ataque e defesa da prova.

Anúncio Publicitário

Já os comandados de Sérgio Conceição vão encontrar uma equipa surpreendente, que tem como uma das armas a consistência defensiva. Para termos uma noção, esta equipa tem o mesmo número de golos sofridos do Sporting CP, e menos um do que o SC Braga. A nível ofensivo, podem ser sempre um teste para a defesa azul e branca que ainda é permeável, como se viu na Liga Europa. Os visitantes também vão encontrar uma equipa confortável na tabela classificativa, o que pode mudar, na totalidade, tudo aquilo que é a previsão de um “grande” a procurar destruir a defesa do clube mais modesto.

O último confronto entre estes dois emblemas na ilha de S. Miguel fixou uma vitória suada azul e branca por duas bolas a uma, em que foi preciso uma remontada por parte dos visitantes. Já os dois últimos jogos em que estas formações se defrontaram, a vitória caiu para os comandados de Sérgio Conceição, em pleno Estádio do Dragão, quer para a Taça de Portugal, como para o campeonato. O resultado foi sempre uma bola a zero para os da casa.

Falando agora do momento de forma de ambas as equipas, é importante referir que o CD Santa Clara venceu quatro dos cinco últimos duelos disputados, tendo apenas perdido na última jornada em Moreira de Cónegos.

Já o FC Porto venceu os últimos encontros disputados no campeonato, tendo registado a última derrota frente ao surpreendente SC Braga de Rúben Amorim. O último jogo dos azuis e brancos registou uma derrota pesada para a Liga Europa, mas, a nível interno, ouve um lateral goleador que deu os três pontos frente ao Portimonense SC.

A qualidade do futebol praticado, a previsibilidade da equipa e o desgaste europeu devem ser uma preocupação para os portistas, que pretendem pressionar o SL Benfica, que recebe o Moreirense SC no Estádio da Luz.

O jogo está agendado para as 19h30 desta segunda-feira.

COMO JOGARÁ O CD SANTA CLARA?

O CD Santa Clara vai tentar ser fiel aos seus princípios, tendo como uma das bases a sua consistência defensiva (uma vez que é muito importante não sofrer golos, sobretudo frente aos grandes). Contudo, não vão descurar o processo ofensivo, assim que tiverem oportunidades, ou com uma posse de bola para enervar e cansar ainda mais o adversário, ou com transições que podem ser mortíferas para os azuis e brancos. Vão ter um cérebro de construção de jogo chamado Francisco Ramos, e um avançado que procura cimentar-se como o máximo goleador desta equipa: Carlos Carvalho, que já leva quatro golos neste campeonato. Não será surpreendente também a formação de uma defesa a três, com os laterais também muito encostados aos centrais, o que, refira-se, é habitual nas equipas que jogam contra o FC Porto.

JOGADOR A TER EM CONTA

O FC Porto tem um dificílimo teste nos Açores frente ao oitavo classificado da Liga Portuguesa: o CD Santa Clara.Será uma final para os dragões.
Fonte: CD Santa Clara

Francisco Ramos – Pode parecer um pouco estranho a escolha de um jogador que, quiçá, não tem sido a figura que mais se sobressai no processo ofensivo e até defensivo desta equipa. Contudo, pode ser muito importante pela garra e agressividade que imprime ao jogo, como até pela sua qualidade com a bola nos pés, seja na organização de jogo, ou na meia-distância. Recorde-se que este jogador foi formado no FC Porto e foi capitão na equipa B portista, tendo até se estreado pela equipa principal. Vai querer decerto mostrar que foi um erro a sua libertação, e isso é um fator a ter em conta.

 XI PROVÁVEL

4-4-2: Marco Rocha, Mamadu Cande, João Afonso, Fábio Cardoso, Zaidu, Costinha, Anderson Carvalho, Francisco Ramos, Lincoln, Thiago Santana e Carlos Carvalho.

COMO JOGARÁ O FC PORTO?

 O FC Porto irá apresentar-se num 4-4-2 que muitas vezes se desdobrará em 4-3-3 (muito pela versatilidade conseguida por Moussa Marega). Muito provavelmente vai ser um jogo de paciência sem descurar as mais valias ofensivas da equipa adversária. O que se espera é uma troca de bola continuada por parte do FC Porto, à procura de espaços para criar perigo junto à baliza adversária. Mas, tendo em conta aquilo que esta equipa já mostrou e até o estado do relvado, não é de estranhar um jogo em que os dragões vistam o fato de macaco e procurem muito mais o passe longo na busca da profundidade de Moussa Marega ou para Alex Telles cruzar junto à linha. A busca da segunda bola e a agressividade nos duelos vai ser algo a explorar pelos comandados de Sérgio Conceição, com Nakajima, se jogar, a procurar estabilizar mais o jogo da equipa com a bola no pé e num maior jogo entre linhas.

JOGADOR A TER EM CONTA

O FC Porto tem um dificílimo teste nos Açores frente ao oitavo classificado da Liga Portuguesa: o CD Santa Clara.Será uma final para os dragões.
Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Alex Telles – Sim, neste momento, o goleador e o jogador mais influente azul e branco é o lateral esquerdo Alex Telles. Depois da bomba lançada frente ao Portimonense SC, espera-se mais um jogo em que o brasileiro é um jogador a ter em conta pela facilidade de ir à linha e cruzar, e pelos livres (que podem sempre desbloquear o resultado). O seu remate de pé esquerdo, se não for travado, pode criar muito perigo para o CD Santa Clara.

XI PROVÁVEL

4-4-2: Marchesín, Tecatito, Mbemba, Marcano, Alex Telles, Otávio, Sérgio Oliveira, Uribe, Nakajima, Marega e Soares.

Foto de Capa: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários

Artigo anteriorAdeus, Sun Yang
Próximo artigoBruno Fernandes, The Manchester Man
O João estuda jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. A sua grande paixão é sem dúvida o jornalismo desportivo, sendo que para ele tudo o que seja um bom jogo de futebol é bem-vindo. Pode-se dizer que esta sua paixão surgiu desde que começou a perceber que o mundo do futebol é muito mais que uma bola a passear na relva. Apesar de estar distante do clube do seu coração, procura ao máximo não perder nenhuma novidade da cidade invicta e do futebol em geral.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.