fc porto cabeçalho

A época do FC Porto tem sido, na minha opinião, muito positiva e, até, acima das minhas expetativas. O ponto de partida era difícil, partimos atrás dos nossos rivais pelo que aconteceu na época passada mas também pelas mudanças feitas, quer de treinador, quer numa grande parte do plantel. Juntando a tudo isto, estava a pressão de o clube estar arredado da conquista de títulos nos últimos anos.

Acredito cegamente (e não sou o Paulo Fonseca) que vamos ser campeões, e esta fé (não sou crente) advém da análise feita às duas equipas que estão na luta pelo título, quer na vertente individual quer coletiva e também pela análise feita ao calendário que falta jogar.

Mas, independentemente da conquista do título, o que já foi conquistado não pode ser destruído. Manter uma grande maioria deste plantel era fundamental, eu sei que o clube necessita de vender e fazer mais-valias, mas a forma como o vai fazer vai ser preponderante para o sucesso das próximas épocas.

É impensável construir equipas e onzes todas as épocas e manter uma qualidade futebolística que permita a conquista de títulos. Vender jogadores como Felipe, Danilo, André Silva ou Brahimi pode significar mais um jejum de alguns anos. Eu bem sei que existem propostas irrecusáveis e que o mercado é difícil de controlar, mas na minha modesta opinião a venda de vários jogadores emprestados (Ricardo Pereira, Indi, Aboubakar, Reyes, Adrian, Marega) e uma ou duas vendas cirúrgicas de jogadores do plantel (Herrera tem mercado e não é imprescindível) pode ser uma solução. Algumas rescisões amigáveis também podem ajudar a baixar a folha salarial que é bastante alta (neste momento o FC Porto tem 38 jogadores emprestados).

Anúncio Publicitário
Fonte: FC Porto
Fonte: FC Porto

Mantendo a espinha dorsal da equipa com alguns retoques, como é normal todas as épocas, o FC Porto, na próxima época, seria, na minha opinião, o principal candidato ao título e podia mesmo fazer uma gracinha na Liga do Campeões.

O crescimento coletivo da equipa é impressionante, maturidade tática acima da média, e o potencial de crescimento é ainda de larga escala, ora vejamos: Telles, Felipe, Jota, Soares na sua primeira época no clube, Oliver e Otavio já tinha passado pelo clube mas não com NES nem com este grupo de trabalho, André Silva está a fazer a sua primeira época ao mais alto nível. Agora deixo uma pergunta, mantendo todos estes jogadores que nível pode o FC Porto atingir na próxima época?

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Diana Martins