fc porto cabeçalho

Quando Adrián Lopez chegou ao FC Porto na temporada de 2014/15 num montante a rondar os 11 milhões de euros, por 60% dos direitos económicos do jogador, as expetativas estavam em alta. Apesar de ter sido uma das transferências mais caras da história dos dragões, tratava-se de um jogador que, ainda nessa época, tinha feito praticamente o jogo completo ao serviço do Atlético de Madrid, na final da Champions League em Lisboa, frente ao Real Madrid. Não era todos os dias que se transferia para o campeonato português, um finalista, neste caso vencido, da Liga dos Campeões. No entanto, a expetativa em torno de Adrián Lopez depressa se transformou em desilusão!

A chegada do jogador coincidiu com a ‘Era Lopetegui’ e tudo o que se seguiu foi uma mancha na história recente dos dragões. Tudo isto porque, apesar do forte investimento feito nessa época, encabeçado, claro, por Adrián Lopez, o FC Porto não venceu qualquer título nessa época e o período de seca alongou-se por quatro temporadas. A juntar a tudo isto, Adrián Lopez não precisou de muito tempo para ganhar o estatuto de flop, apontando um golo em 18 jogos disputados.

Seguiram-se sucessivos empréstimos na carreira de Adrián, contando com duas passagens pelo Villareal CF e RC Deportivo da Corunha, este último com números interessantes, apontando nove golos em 31 jogos.

Quatro anos depois de ter assinado, Adrián Lopez pode voltar a integrar o plantel
Fonte: FC Porto

O surpreendente desempenho de Adrián Lopez na pré-época, em que já conta com cinco golos, tem merecido grande destaque e está em cima da mesa o possível regresso ao plantel principal do “Senhor onze milhões”.

Anúncio Publicitário

Se há treinador capaz de potenciar ao máximo o talento adormecido dos seus jogadores, essa pessoa é Sérgio Conceição. Na época passada, foram vários os atletas a terem “segundas vidas” ao serviço dos dragões, como foi o caso de Marega, Sérgio Oliveira, Aboubakar, entre outros. Caso o FC Porto, sinta novamente dificuldades em se reforçar no mercado, poderá vir a ter de repetir a política de transferências da época passada e reaproveitar os seus jogadores emprestados e assim sendo, Adrián Lopez tem mostrado na pré-época ser um sério candidato a agarrar um lugar no plantel para a próxima temporada. O atacante espanhol, já provou no passado, principalmente no campeonato espanhol, que quando está em forma é uma verdadeira ameaça para a baliza adversária.

De qualquer forma, vamos esperar para ver os desenvolvimentos em torno do futuro de Adrián no FC Porto. Sérgio Conceição pode ter aqui um “reforço” importante para a próxima temporada mas devemos ter as expetativas moderadas, já que, aquando da sua chegada em 2014, as expetativas era elevadíssimas e vimos bem como é que isso correu.

Fonte: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

Artigo anteriorCápsula Lusitana: Nené – O homem que não sujava os calções
Próximo artigoNo final das contas, quem fica e quem sai?
O Nélson é estudante de Ciências da Comunicação. Jogou futebol de formação e chegou até a ter uma breve passagem pelos quadros do grande Futebol Clube do Porto. Foi através das longas palestras do seu pai sobre como posicionar-se dentro de campo que se interessou pela parte técnica e tática do desporto rei. Numa fase da sua vida, sonhou ser treinador de futebol e, apesar de ainda ter esse bichinho presente, a verdade é que não arriscou e preferiu focar-se no seu curso. Partilhando o gosto pelo futebol com o da escrita, tem agora a oportunidade de conciliar ambas as paixões e tentar alcançar o seu sonho de trabalhar profissionalmente como Jornalista Desportivo.                                                                                                                                                 O Nélson escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.