amarazul

Com o primeiro lugar assegurado e ultrapassado com sucesso o embate diante do conjunto da Académica, queremos um final de ouro. Fechar a fase de grupos com um novo triunfo é garantir o fechar de um ciclo de forma perfeita, com confiança extra adquirida e boas perspectivas para o Clássico.

Não é fácil disputar um jogo europeu. Há, muitas vezes, uma viagem e dias de adaptação. Quando assim não é, há pelo menos a típica e tão incómoda interrupção a meio de uma semana? – ‘Jogar a meio da semana em Portugal? Deixem isso para os ingleses!’, dizem alguns.

No entanto, por cá é diferente. Ao Futebol Clube do Porto faz bem jogar embates europeus. O Dragão transforma-se, a camisola ganha uma estrela e o encontro tem início depois de um hino que arrepia e inspira qualquer um que se digne a seguir o futebol europeu. É onde todos querem jogar mas nem todos conseguem. É, atrevo-me a dizer, onde o Futebol Clube do Porto pode e deve jogar.

Posto isto, e analisadas todas as variáveis, não nos restam outras opções: vamos a jogo para ganhar e fechar ‘em grande’ a primeira de duas fases que este ano temos o direito de disputar. E vamos bem, com uma equipa cada vez mais confiante e entrosada, conhecedora de si própria.

Foto de capa: Página de Facebook da UEFA Champions League

Comentários