Rio Ave FC e FC Porto encontraram-se em jogo a contar para a sétima jornada do campeonato. Os rioavistas procuravam manter o bom momento de forma depois da vitória a meio da semana em Alvalade frente ao Sporting CP, enquanto os dragões deslocavam-se a Vila do Conde em busca da oitava vitória consecutiva. O FC Porto saiu vitorioso e encostou-se assim ao SL Benfica na classificação geral, com menos um ponto que o líder Famalicão.

O Estádio dos Arcos recebeu o FC Porto para mais uma jornada da Primeira Liga. Os azuis e brancos procuravam ultrapassar o inglório empate neste estádio na época passada e o destaque ia para Nakajima, que assumia a titularidade depois de um jogo muito bem conseguido frente ao Santa Clara para a Taça da Liga, a meio da semana.

O FC Porto entrou pressionante e Marega, ainda no primeiro minuto de jogo, dispôs de uma boa oportunidade para inaugurar o marcador mas, dentro da área, atirou contra Kieszek.

Os dragões chegaram à vantagem aos doze minutos, por intermédio de Marega. Num canto batido à esquerda por Alex Telles, o maliano elevou-se mais alto que todos os outros jogadores e cabeceou com potência para a baliza da equipa da casa. Estava desfeito o nulo no marcador ainda antes do primeiro quarto de hora da partida.

Anúncio Publicitário

Os portistas quase dilataram a vantagem à passagem da meia hora de jogo. Uribe, ao segundo poste, desviou um cruzamento de Corona, mas a bola passou a centímetros do poste direito de Kieszek.

Nuno Almeida apitou para o fim da primeira parte e as equipas seguiram para os balneários com o FC Porto em vantagem, fruto do golo marcado por Marega.

O FC Porto marcou o único golo do encontro aos 12 minutos por Marega
Fonte: FC Porto

As equipas regressaram e o FC Porto, na mesma postura em relação ao primeiro tempo, criou o primeiro lance de perigo por Alex Telles. Num livre junto ao vértice da área vila-condense, o brasileiro atirou para uma atenta intervenção de Kieszek.

O Rio Ave, à passagem do minuto 63, marcou por Taremi, mas o árbitro assistente, com a posterior análise do VAR, assinalou fora de jogo ao iraniano.

Num jogo apático de ambos os conjuntos, Alex Telles voltou a criar perigo de bola parada, atirando à trave da baliza de Kieszek.

O Rio Ave, com o aproximar do final da partida, chegou mais vezes junto à área portista e ainda pôs a defesa azul e branca em sentido, mas não foi suficiente para empatar a partida. O FC Porto sai assim vencedor do Estádio dos Arcos, naquela que foi, à semelhança do que Sérgio Conceição dizia na antevisão da partida, uma das deslocações mais difíceis do campeonato.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Rio Ave FC: Kieszek; M.Reis, Santos,Borevkovic, Nélson Monte (Jambor, 45′); Felipe Augusto, Tarantini; Mané, Diego Lopes (Taremi, 45′), Nuno Santos; Bruno Moreira (Ronan, 79′)

FC Porto: Marchesín; Alex Telles, Marcano, Pepe, Corona (Manafá, 60’); Nakajima (Mbemba, 76’), Danilo, Otávio, Uribe; Marega, Zé Luís (Luís Diaz, 82’)