Anúncio Publicitário

fc porto cabeçalhoRio Ave FC e FC Porto enfrentaram-se no Estádio dos Arcos, Vila do Conde, em partida válida pela sexta jornada do Campeonato Português. A equipa mandante contou com um desfalque importante para o jogo. O habilidoso médio Francisco Geraldes foi expulso na última jornada, quando o Rio Ave perdeu na Madeira por 1 x 0 com o Marítimo. O jogo era importante para ambas as equipas. O Rio Ave FC precisava do triunfo para encerrar a sequência de dois jogos sem vitórias na competição. Já o FC Porto necessitava de sair vitorioso no Estádio dos Arcos para não permitir que o Sporting liderasse isolado a competição.

O jogo começou de maneira cadenciada. O primeiro grande lance ocorreu aos oito minutos. Marega fez uma grande jogada pela direita, foi à linha de fundo e cruzou para Brahimi que de primeira perdeu uma boa oportunidade de golo.

O ponto forte da equipa de Vila do Conde era o seu lado direito. Nuno Santos e Lionn mostravam bom entrosamento e armavam as jogadas mais perigosas da equipa.

Anúncio Publicitário

Aos 26 minutos Herrera da entrada da área abriu o jogo para o avançado Marega que rematou violentamente à barra do Rio Ave FC.

O jogo era bem equilibrado e o Rio Ave FC rapidamente deu a resposta à ofensiva portista com um ataque perigosíssimo. Óscar Barreto fez uma linda jogada na grande área passando pelo seu marcado e de frente ao guarda-redes Casillas – que fazia o seu 90º jogo pelo FC Porto – chutou para fora. Os adeptos vilacondenses animaram-se com o lance e empurravam a sua equipa. O jogo também contou com um bom público de torcedores portistas, que não paravam de cantar nenhum minuto.

Aos 40 minutos, novamente, Marega escapa bem pela direita e fez um bom cruzamento à área adversária. Porém, Aboubakar não acompanhou o lance e a bola passou por toda a extensão da grande área do FC Rio Ave.

Aos 42 minutos após falta cobrada à área portista, a bola sobrou para Óscar Barreto que cruzou e o bom ponta de lança Guedes cabeceou para fora.

A primeira parte terminou empatada sem golos. O FC Porto foi ligeiramente melhor, mas a opção do Sérgio Conceição em sacar da equipa um jogador de frente para colocar o mexicano Herrera acabou por deixar a equipa sem grande mobilidade ofensiva. Já o FC Rio Ave sente a falta do médio Francisco Geraldes, mas tenta agredir o FC Porto de maneira inteligente. Principalmente usando o seu lado direito de ataque. Porém, pecou em errar tantos passes.

Para a segunda parte ambas as equipas voltaram com a mesma escalação.

Logo aos 48 minutos o defensor Marcano aproveitou um canto cobrado e cabeceou bola para boa defesa de Cássio.

Aos 53 minutos o médio ofensivo Otávio deu excelente passe para Aboubakar que foi displicente para o lance e chutou a bola na perna do defensor.

Na sequência do jogo saiu o golo do FC Porto. Alex Telles cobrou canto pela esquerda para Danilo Pereira subir mais alto que toda a defesa do FC Rio Ave e cabecear para o fundo das redes. Rio Ave FC 0 x 1 FC Porto.

O FC Rio Ave tentava responder ao golo sofrido. Mas não conseguia fazer a transição ofensiva com qualidade. O ponta-de-lança Guedes ficava isolado no ataque e começou a se movimentar mais fora da área com a intenção de receber mais a bola.

Aos 65 minutos o FC Porto chegou ao seu segundo golo. Marega, sempre o maliano, arrancou com muita força pela direita, tocou a bola no meio para Brahimi e inverteu a sua posição de campo com o argelino que tocou novamente para Marega que, livre na área, rematou forte para fazer o golo.

Marega foi fundamental no triunfo portista Fonte: FC Porto
Marega foi fundamental no triunfo portista
Fonte: FC Porto

Após o golo Sérgio Conceição sacou Otávio e Aboubakar para as entradas de Maxi Pereira e Soares. A intenção do treinador era fortalecer ainda mais o seu lado direito ofensivo, aproveitando assim a fragilidade do lado esquerdo do FC Rio Ave.

José Cardoso também modificou a sua equipa. Sacou Óscar Barreto e Guedes para as entradas de João Novais e Tasos Karamanos ao relvado.

As substituições deram resultado. Um pouco mais envolvente em campo o FC Rio Ave chegou ao seu primeiro golo. Tasos Karamanos – que havia acabado de entrar no jogo – fez boa jogada e cruzou rasteiro para Nuno Santos que deslocou o guarda-redes Casillas em seu remate. Rio Ave FC 1 x 2 FC Porto.

O golo do Rio Ave FC “acendeu” a torcida e todos os vilacondenses acreditavam que a equipa poderia chegar ao empate.

Tudo indicava um Rio Ave FC elétrico no final do jogo. Porém, tanta “eletricidade” acabou por fazer o defensor Marcão entrar de maneira dura e desnecessária sobre Marega. O jogador acabou por ser expulso. A expulsão ocorreu aos 88 minutos e praticamente decretou as chances de reação da equipa da casa.

O jogo terminou com a vitória do FC Porto que foi melhor que o Rio Ave FC, principalmente na segunda parte. Agora o FC Porto lidera o Campeonato Português – junto com o Sporting – e o Rio Ave FC fica no quinto lugar na Liga.

Anúncio Publicitário