cabeçalho fc porto

Rúben Diogo da Silva Neves, o nome que ecoa pelos meandros do mundo do futebol. O teenager português de apenas 18 anos (idade de 2º ano de júnior), nascido em Mozelos – Santa Maria da Feira, tem no último mês despertado a cobiça dos maiores clubes do Europa, graças às suas excelentes exibições e ao nível de maturidade monstruoso que apresenta, apesar da sua modesta e tenra idade.

Caracterizado pelo seu treinador, Julen Lopetegui, como um “miúdo interessantíssimo”, rotulado por grande parte da massa associativa do FC Porto como o futuro capitão do clube, e internacionalmente denominado como o novo Andrea Pirlo, Rúben destaca-se essencialmente pelas suas fintas 360, à Zidane, pela sua dinâmica construção de jogo a partir da posição mais recuada do miolo, pela sua assertividade tanto a nível de passe curto como longo, pela sua fortíssima capacidade de variação flanqueadora, pela sua maturidade a prever lances de construção adversária e também pela facilidade que tem em armar potentes remates quando é necessário visar a baliza a uma maior distância.

A aposta de Lopetegui na época transata em Rúben apanhou de certa forma os adeptos azuis e brancos desprevenidos, já que era de desconfiar um menino de 17 anos assumir o meio campo portista. Mas o menino impressiona e oferece aos adeptos uma prestação notável na sua temporada como estreante. Veste a camisola principal dos dragões em 37 ocasiões, atuando 1789 minutos, marcando 1 golo e logo na sua estreia no Estádio do Dragão, frente ao Marítimo. A sua projeção como jogador de topo leva-o ao Europeu de Sub-21, de onde Portugal sai Vice-Campeão.

O ano desportivo de 2015/2016 avizinha-se brilhante para este “diamante em bruto”. Tem sido quase sempre opção inicial para o treinador espanhol, levantou a equipa portista da fase mais tremida do início de época. Com as entradas de Rúben, André e Corona, o FC Porto passa a praticar um futebol mais apoiado, veloz e objetivo, como tanto os nortenhos apreciam. Hoje os dragões são primeiros, tanto no campeonato, como no grupo da Champions. Na seleção nacional de sub-21, Rúben é o único totalista, do meio campo para a frente, dos promissores jovens lusos, tendo apontado inclusive um golo na campanha brilhante que desempenham até ao momento, para a qualificação para o Euro 2017. Não merece este prodígio um pouco mais, por tudo o que demonstra dentro das quatro linhas? Nem é preciso resposta…

A honra de ser capitão Fonte: Facebook de Ruben Neves
A honra de ser capitão
Fonte: Facebook de Rúben Neves
Anúncio Publicitário

Rúben já conquistou Portugal inteiro (menos os responsáveis da seleção), com as suas preciosas habilidades. Mas também o futebol internacional já se rendeu ao youngster português. Nas mais recentes semanas somam-se interesses dos tubarões europeus – um por um, todos querem este craque. Primeiro o Chelsea de José Mourinho, que ficou rendido às qualidades do futebolista de 18 anos no jogo a contar para a Champions. Depois, de acordo com o Calciomercato, Real Madrid, Barcelona e também o milionário Manchester City estarão interessados em contratar o médio, de preferência já no próximo mercado de inverno.

O site francês mercato365 dá conta do interesse de Paris Saint-Germain, que levou os seus observadores a Penafiel, ver o jogo de Rúben frente à seleção de sub-21 da Hungria. O camisola 6 dos dragões tem sido alvo de assédio de várias potências internacionais, mas quem se destaca mais é o Liverpool FC de Jurgen Klopp. O novo treinador dos “reds” já se debruçou sobre alguns possíveis reforços e o médio do FC Porto é o um dos mais solicitados. Levando até o Daily Mirror a escrever que os reds terão feito recentemente uma “abordagem informal” junto dos representantes do jogador.

Rúben Neves, um dos talentos mais promissores do FC Porto, poderá sair no mercado de inverno pela quantia modesta de 40 milhões de euros e tem literalmente o mundo “a” e “nos” seus pés. Quem sabe se não se tornará o “teenager mais bem pago do Mundo”? É de esperar para ver.

Foto de Capa: Facebook de Rúben Neves

Comentários