logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Pepê

Um Pepê todo terreno para a nova época

Pepê é um extremo de origem, mas na presente temporada, ao que tudo indica, Sérgio Conceição deu-lhe novas funções para desempenhar em campo.

Umas que envolvem mais trabalho em prol da equipa tanto em espaços interiores como nas linhas, criando jogo, desequilibrando e até mesmo recuar e ir buscar bola ao meio dos centrais de forma a impulsionar toda a equipa para o ataque.

Podemos observar o brasileiro a pegar no jogo e a levar a equipa para a frente, dando sempre uma linha de passe segura para os colegas tabelarem, papel que se assemelhava um pouco ao de Vitinha na época passada, mas também a pressionar e a ocupar espaços por trás dos avançados, descaindo um pouco para as linhas assim como Otávio. Uma vez que o “baixinho” irá continuar no plantel e é um dos jogadores mais importantes do mesmo, será interessante ver como se irá conjugar a criatividade destes dois brasileiros no onze.


A meu ver, há três hipóteses deste cenário ser conjugado e poder dar frutos, sendo o primeiro a equipa assumir dois médios de características mais defensivas (p.ex: Uribe e Grujic), com Pepê a ocupar a posição mais central de criador de jogo e Otávio descair para o lado direito.

O segundo será inverter os papéis da primeira opção, Otávio no corredor central e Pepê na linha direita e o terceiro, um pouco mais rebuscado, usado numa tática mais ofensiva que consiste num pequeno recuo de Otávio, jogando numa posição mais “box-to-box” perto de Uribe, enquanto Pepê se ocupava de criar oportunidades para a linha mais ofensiva que teria de assumir outro extremo para o lado direito.

Qualquer das seguintes opções que seja usada durante a temporada, será agradável acompanhar a evolução técnico-tática destes dois brasileiros a congeminar em conjunto em prol do sucesso azul e branco.

Licenciado em Ciências da Comunicação, o Flávio sempre foi um amante do desporto e um fanático pelo futebol. Com uma passagem pelos quadros de formação do FC Felgueiras 1932, preferiu pendurar as botas mais cedo e ir em busca da sua formação académica. Acompanha assiduamente o futebol internacional e não falha um único jogo do seu grande FC Porto.

Licenciado em Ciências da Comunicação, o Flávio sempre foi um amante do desporto e um fanático pelo futebol. Com uma passagem pelos quadros de formação do FC Felgueiras 1932, preferiu pendurar as botas mais cedo e ir em busca da sua formação académica. Acompanha assiduamente o futebol internacional e não falha um único jogo do seu grande FC Porto.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA