Anterior1 de 4Próximo

Ronda 23 do campeonato e o CD Feirense, lanterna vermelha do campeonato, recebeu a grande surpresa da edição 2018/19 da liga, o Moreirense FC.

Os fogaceiros, recuperados das lesões constantes que afetaram o plantel durante boa parte da temporada até à data, entraram em campo na máxima força e com o apoio do público, que respondeu ao apelo feito pelo clube de Santa Maria da Feira durante a semana.

Do outro lado, os cónegos chegavam à Feira motivados pela vitória em casa frente ao CD Tondela e pela histórica campanha que vinham cumprindo até ao momento, estando o sonho “Europa” cada vez mais perto de ser alcançado.

Os homens de Filipe Martins apresentaram-se em 4x3x3, abdicando dos médios defensivos Cris e Marco Soares e lançando Ghazal e Ofori, ao lado de Tiago Silva, na tentativa de dar mais apoio ao processo ofensivo. Entraram no onze, ainda, Edson Farias, Stivan , Mateus Anderson e Tiago Gomes. Os homens de Ivo Vieira mantiveram o onze inicial que se tem exibido em bom plano, à exceção de Rúben Lima, que foi substituído por Bruno.

O Moreirense entrou praticamente a vencer na partida, com um pontapé de Chiquinho, ainda antes do primeiro minuto de jogo, que encontrou o fundo das redes de André Moreira.

Ainda antes dos dez minutos, Chiquinho podia ter chegado ao bis, não fossem os bons reflexos de André Moreira a defender para canto.

Anúncio Publicitário

As dificuldades em defender entre linhas eram evidentes por parte do Feirense, e Chiquinho aproveitou para, a partir desse movimento entre linhas, dinamizar o processo ofensivo dos cónegos.

Aos 17 minutos, foi a vez do Feirense criar perigo numa saída de bola pós-canto, com um contra-ataque que terminou com Mateus Anderson a rematar ao lado da baliza de Jhonatan, mas em posição irregular.

Os homens da casa estavam à procura do golo do empate e, aos 30′, Mateus Anderson cruzou com perigo para um corte providencial de Halliche, pois já aparecia Sturgeon solto para finalizar.

O Feirense criou perigo nas bolas paradas, tendo até marcado três golos, embora dois tenham sido em fora de jogo
Fonte: Bola na Rede

Quem não marca, arrisca-se a sofrer e, aos 42’, foi a vez de Arsénio brilhar. O extremo recebeu na esquerda e atirou colocado ao ângulo da baliza de André Moreira. Estava feito o segundo da partida, segundo do Moreirense e um golaço de Arsénio.

Manuel Oliveira apitou para o intervalo e o Feirense recolheu aos balneários mais último, mais pressionado e sem dar uma resposta cabal à locomotiva cónega, que tinha Chiquinho na casa das máquinas a exponenciá-la com a sua qualidade de execução.

As equipas regressaram dos balneários e o início da segunda parte foi o espelho do da primeira. Um minuto jogado e um golo de Chiquinho. Heri cruzou a partir da esquerda, André Moreira largou e Chiquinho, em zona de finalização, empurrou para o fundo das redes fogaceiras.

O Feirense respondeu de seguida por Ofori. O ex-SC Leixões rematou à entrada da área depois de um canto e a bola rasou a trave da baliza cónega.

O Moreirense voltou à carga e podia ter feito o quarto da partida. Teixeira desviou o cruzamento e a bola passou perto do poste de André Moreira.

Numa segunda parte de parada e resposta, foi de bola parada que Briseño respondeu ao cruzamento de Tiago Silva com um cabeceamento ao poste. A bola acabou desviada para canto e, na sequência do mesmo, o central mexicano marcou mesmo e reduziu para o Feirense.

O Feirense voltou a marcar de bola parada, mas João Silva estava em posição irregular. As bolas paradas estavam a ser o ponto alto do Feirense e (de novo), de bola parada, João Silva voltou a colocar a bola no fundo das redes, mas voltou a ser assinalado fora de jogo ao avançado português.

Dois golos anulados em menos de cinco minutos aqueceram o ambiente na Feira. Mas não ficou por aqui, pois, ao minuto 73, o Feirense teve mais um golo anulado por fora de jogo, desta vez a Sturgeon.

Do outro lado, mais uma uma vez Chiquinho a construir a jogada de ataque, desta vez com Teixeira a rematar e André Moreira a defender. O Moreirense poderia ter aumentado a vantagem aos 79’, de novo através de uma iniciativa ofensiva do inevitável criativo.

O Feirense não se conformava e, em cima dos 90’, Tiago Silva, o melhor do lado fogaceiro, rematou com estrondo à barra de Jhonatan.

As equipas não chegaram às balizas contrárias até ao apito final e registou-se uma vitória do Moreirense por três bolas a uma em Santa Maria da Feira.

Com esta vitória, o Moreirense soma 41 pontos e segura o quinto lugar da tabela classificativa. Já o Feirense mantém os 14 pontos que trouxe à partida para esta jornada e continuará a segurar a lanterna vermelha por mais uma semana.

 ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

CD FeirenseAndré Moreira; Edson Farias, Briseño, Flávio, Tiago Gomes; Ghazal, Ofori(67’ Crivellaro), Tiago Silva; Sturgeon( 74’ Kuca), Mateus Anderson( 45’ João Silva), Stivan Petkov.

Moreirense FC: Jhonatan; João Aurélio, Ivanildo, Halliche, Bruno; Arsénio(77’ Bilel), Neto, Fábio Pacheco, Chiquinho; Teixeira(87’ Nenê), Heri( 64’ Pato).

Anterior1 de 4Próximo

Comentários