Anterior1 de 4Próximo

O Estádio de São Miguel foi palco do primeiro jogo do ano da Primeira Liga, um encontro que opôs a formação da casa, o CD Santa Clara (oitavo classificado) ao CD Tondela (14.º classificado), equipas que se encontravam separadas por oito pontos.

O jogo iniciou com o Tondela a aventurar-se mais no ataque e, consequentemente, a obrigar o guarda-redes Serginho a aliviar para zona perigosa um remate do avançado Tomané. Por seu turno, o Santa Clara, com pouca fluidez no seu jogo, denotou algumas dificuldades ao nível da construção, com o seu trio de médios a falhar vários passes. Por conseguinte, as oportunidades de golo foram escassas para equipa da casa.

O nulo no marcador ao intervalo era um espelho do mau futebol praticado por parte de ambas as formações, ao cabo dos primeiros 45 minutos.

Após o reatar da partida, a equipa visitante voltou a surgir mais agressiva. No minuto seguinte ao início do segundo tempo, Murillo obrigou o guardião Serginho a aplicar-se.

Pese embora a maior agressividade da equipa de Pepa, voltou a assistir-se a um futebol pobre, sem criatividade de parte a parte.

Assim, o desfecho da partida acabou por estar ligado a uma substituição efetuada pela equipa visitante aos 72 minutos, quando Pepa rendeu Murillo por Pité.

César, emprestado pelo SL Benfica, acabou por ser expulso
Fonte: Liga Portugal

Ora, cinco minutos após ter entrado, o médio, camisola “10” dos forasteiros, inaugurou o marcador, depois de concluir da melhor forma um contra-ataque que derivou de um erro de um jogador do Santa Clara.

No minuto seguinte, o central César foi expulso na equipa da casa. Porém, a formação orientada por João Henriques ripostou e chegou à igualdade, por intermédio de Fernando Andrade, que, a cumprir o seu último jogo com a camisola dos Açorianos, empatou a partida aos 80 minutos, aquando da conversão de uma grande penalidade.

No entanto, o jogo estava destinado a ter um herói e, logo no minuto seguinte, Pité veio a estabelecer o resultado final, com um bom remate de pé esquerdo.

Onzes Iniciais:

CD Santa Clara: Serginho; Fábio Cardoso; César Martins; Kaio Fernando (58 minutos, Pacheco); Bruno Lamas; Chrien (82 minutos, Accioly); Mamadu; Anderson Carvalho (85 minutos, Ukra); Zé Manuel; Patrick; Fernando Andrade;

CD Tondela: Cláudio Ramos; Jaquité; Jhon Murillo (72 minutos, Pité); Delgado (92 minutos, João Mendes); Sergio Peña (64 minutos, Chicho Arango); Fahd Moufi; Tomané; Ricardo Costa; Joãozinho; Bruno Monteiro; Ricardo Alves;

 

LÊ MAIS: João Henriques – A segunda vida nos Açores

Anterior1 de 4Próximo

Comentários