Anterior1 de 4Próximo

Cabeçalho Futebol NacionalO Vitória FC recebeu o CS Marítimo no Estádio do Bonfim num jogo a contar para a nona jornada da Primeira Liga.

A equipa da casa tinha uma equipa alinhada que não fugia à habitual, mas foi obrigado a mudar o onze ainda antes de entrar em campo. Nuno Pinto lesionou-se no aquecimento e o jovem André Sousa ocupou o seu lugar.

O primeiro ataque do jogo pertenceu ao Marítimo, logo aos seis minutos, mas isso não significou uma equipa madeirense superior à sadina. Aliás, os sadinos beneficiaram, de mais cantos que o maritimenses. O jogo durante a primeira parte foi muito partido, mas os madeirenses, dois minutos após os 45’ levaram a melhor e, depois de um livre convertido por Rodrigo Pinho, Pedro Trigueira deixou a bola fugir e Gamboa não desperdiçou a oportunidade. Assim, as equipas recolheram aos balneários com o Marítimo a vencer o Vitória por uma bola.

Na segunda metade o Marítimo entrou com a força com que saiu e sobrepôs-se ao Vtirória, tendência que os sadinos conseguiram inverter, com especial intensidade após a expulsão de Fábio Pacheco por acumulação de amarelos. Aos 64 minutos Gonçalo Paciência ficou caído dentro após uma suposta entrada de Zainadine. O árbitro nada assinalou, no entanto, fica a dúvida acerca do lance.

Fonte: Facebook Oficial de Gonçalo Paciência
Fonte: Facebook Oficial de Gonçalo Paciência

A equipa da casa correu atrás do prejuízo e depois de várias tentativas, tendo sido a mais perigosa a de Gonçalo Paciência aos 73 minutos, João Teixeira conseguiu, cinco minutos depois, marcar o golo da igualdade, com um grande remate que, antes de entrar, ainda bateu na trave. O Vitória não baixou a intensidade e, com um Marítimo reduzido a 10 unidades, a tarefa pareceu ficar mais facilitada. Charles valeu aos madeirenses em várias ocasiões, mas não foi suficiente e, já em tempo de compensação, no segundo minutos após os 90 dos seis dados por Vasco Santos, Gonçalo Paciência não perdoou e colocou a equipa sadina, finalmente, em vantagem. Ao contrário do expectável, os homens de José Couceiro não se ficaram pelo “gerir o resultado” e tiveram ainda tempo de chegar ao terceiro golo. No último minuto de compensação João Amaral disparou para as redes da baliza de Charles.

Anúncio Publicitário

Os sadinos conseguiram, então, alcançar a sua segunda vitória no campeonato e encontram-se agora com 10 pontos, os mesmos que tinha a época passada nesta altura do campeonato. O Marítimo mantem-se no quarto lugar com 16 pontos.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários