Anúncio Publicitário

Cabeçalho Futebol NacionalNuma terça feira à noite de muito frio, o Estádio de São Miguel engalanou-se para receber o Sporting de Braga que defrontava o Santa Clara, equipa que vinha de uma derrota frente ao Sporting da Covilhã mas que antes disso tinha vencido o Cova da Piedade por 1-0. Já a equipa visitante, já com Wender ao leme do clube, vinha de uma pesada derrota frente à Académica e de vários jogos sem vencer.

A primeira parte mostrou duas equipas com ideias de jogo diferentes. O Sporting Braga B preferia entregar a bola à equipa da casa para depois tentar sair com perigo, em contra-ataque através dos seus velozes avançados na linha da frente. Já o Santa Clara tinha mais bola, assumia as despesas do jogo mas não conseguia furar a estratégia bem montada da equipa minhota. Nesta primeira parte para além de uma bola ao poste pela equipa visitante, na sequência de um livre, houve também alguns lances de dúvida na pequena área bracarense. Ainda assim, ao intervalo, o jogo registava um nulo.

Na segunda parte,  a toada da partida manteve-se. Muitos duelos, muita intensidade, muita velocidade, muitas bolas divididas mas pouco sumo. A verdade é que mesmo com as substituições de parte a parte o jogo manteve-se até final. Nesta segunda parte, o Sporting Braga B voltou a ter uma boa oportunidade para marcar mas Serginho disse presente. O Santa Clara, que acabou por jogar, nesta segunda parte, mais com o coração do que com a cabeça acabou por criar alguns lances de perigo na ponta final da partida. Apesar disso via-se uma equipa mais em esforço do que com arte e engenho. Até final da partida mais nada de relevante se passou. Para além das muitas paragens durante a partida pouco mais houve a registar num encontro que acabou por ter muita luta, muitos duelos… mas nenhum golo.

Anúncio Publicitário
Anúncio Publicitário