Anterior1 de 4Próximo

Em jogo a contar para a quinta jornada da segunda liga, o Estoril Praia recebeu a equipa do FC Porto B. Os canarinhos começaram mal a temporada, mas vêm de um bom momento, visto que venceram as duas últimas jornadas. Por sua vez, os homens de Rui Barros só perderam na primeira jornada, mas também só ganharam na deslocação ao reduto do Farense, na terceira partida do campeonato.

Esta jornada marca o fim da paragem internacional e é o primeiro jogo que as equipas fazem depois do término do mercado de transferências. Assim sendo, do lado estorilista, os reforços Lucas Áfrico, emprestado pelo Marítimo, e Azougha, que jogava no Tondela, saltam para o onze inicial. Do lado dos dragões, houve uma só alteração: Fábio Vieira foi substituído por Vitinha.

O jogo começou com o Estoril a pautar os ritmos e cedo se percebeu quem seria a equipa mais forte: logo aos 6 minutos, num ataque conduzido pela esquerda Juninho atirou à figura. Mais tarde, foi a vez de Rafael Barbosa apareceu isolado e Mbaye, guardião portista, brilhou com uma excelente intervenção.

A equipa da linha era claramente quem mandava na partida e aos 34 minutos de jogo ficou a pedir penalti: Juninho caiu na área, aparentemente derrubado, mas o árbitro da partida nada assinalou. Porém, três minutos depois Juninho abriu as hostilidades no marcador: numa jogada de ataque rápido, a bola passou apenas por três jogadores e o avançado brasileiro fez o gosto ao pé. Um golo mais do que merecido e já justificado.

Até ao intervalo, Rafael Barbosa e Daniel Bragança iam dando espetáculo: aos 40 minutos, ‘partiram’ a defesa contrária, mas não souberam finalizar. Ambos os jogadores formados no Sporting davam nas vistas.

O Estoril foi claramente superior durante todo o primeiro tempo e justificou a vantagem no marcador
Fonte: Bola na Rede

A segunda parte decorreu num ritmo mais reduzido mas ainda assim foram várias as oportunidades de golo. Aos 56 minutos, Rafael Barbosa teve um lance genial: passou pelo defesa e atirou colocadíssimo ao poste.

O Estoril esteve um pouco mais apagado durante a segunda parte e, por isso mesmo, ainda viveu alguns momentos de maior aperto. A equipa recuou as suas linhas e deu maior iniciativa aos “dragões”. Por sua vez, o Porto tinha mais posse de bola, mas continuava sem criar grandes lances de perigo iminente.

Mantendo a posse de bola, os portistas conseguiram mesmo chegar ao golo a quinze minutos do final, Vitinha brilhou com um golo monumental e estabeleceu, assim, a igualdade no marcador. A vantagem não durou muito, e muito por causa de Roberto: o avançado estorilista, num lance de contra ataque, driblou o último defesa com uma facilidade tremenda e atirou a contar.

Até ao final, há ainda destaque para uma enorme intervenção de Daniel Leite, que garantiu os três pontos à equipa da linha.

O Estoril conseguiu assim a terceira vitória consecutiva e realizou a exibição mais bem conseguida esta época. Por outro lado, ficou provado que há muito talento nesta equipa B do Porto mas ainda assim falta (bastante) crescimento.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Estoril Praia SAD – Leite, Gois, Africo, Valente (Subst. Vieira, 46′), Belima, Gonçalo, Barbosa (Subst. Firmino, 75′), Bragança, Azousha, Juninho (Subst. Matheus Indio, 50′), Roberto.

FC Porto B – Mbaye, Lago (Subst. Fomakwang, 80′), Justiniano, Ferraresi, Machado, Vitinha, Valente, Ndiaye, Sousa, Torres (Subst. Neto, 63′), Queta.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários